Anatomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1190 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Estadual Técnica em Saúde, no HCPA
Centro Estadual de Referência em Educação Profissional

Alan, Cristian, Daiane, Graziela e Raquel



TRABALHO DE ANATOMIA
ACIDENTES ÓSSEOS
CRÂNIO













Porto Alegre
2012

ACIDENTES ÓSSEOS DO CRÂNIO



Os ossos do crânio envolvem e protegem o cérebro, as meninges encefálicas, partes proximais dos nervos cranianos evasos sanguíneos estando unidos de maneira imóvel por suturas. Os oito ossos que formam a calvária (calota crania-na) e o assoalho ou base do crânio são fusionados no adulto para formar a capa protetora do cérebro, estes são: um frontal, dois parietais, dois temporais, um esfenoide, um etmoide e um occiptal.



Figura 1- Vista Frontal: (1) Osso Frontal; (2) Osso Parietal; (3) Osso Esfenóide;(4) Osso Temporal e (5) Osso Etmóide


Logo abaixo se têm imagens dos ossos do crânio, uma vista superior, antes e depois de atingir a maturidade, onde aparecem os ossos e suas respectivas su-turas.


Figura 2 - Vista Superior: (1) Osso Frontal; (2) Ossos Parietais; (3) Osso Occiptal






Osso Frontal


É um osso largo ou chato, formando a testa, especificamente sua parteescamo-sa, o teto da cavidade nasal e as órbitas. Desenvolve-se em duas metades que se fusionam ao final do segundo ano de vida. Articulando-se com doze ossos do crânio: etmóide, parietais, nasais, maxilares, lacrimais, zigomáticos.

Acidentes Ósseos encontrados:

* Seios frontais (situa-se posteriormente aos arcos superciliares )
* Margem supra-orbital (borda superior de cada órbita)
* Arcosuperciliar (estendem-se lateralmente cada lado da glabela)
* Glabela (proeminência plana situada entre as sobrancelhas)
* Incisura ou forame supra-orbital (passagem de nervos e vasos supra-orbitáis)
* Incisura nasal (intervalo áspero e irregular)
* Espinha nasal (localiza-se anteriormente e no centro da incisura nasal)
* Crista frontal interna (dá ancoragem à foice do cérebro)
* Forame Cego (dápassagem a uma veia emissária da mucosa nasal para o seio sagital superior)
* Incisura etmoidal (separa as duas lâminas orbitais)
* Lâminas orbitais formam a parte superior de cada órbita
* Orifícios da lâmina crivosa transmitem os pequenos ramos de nervo olfatório entre a mucosa nasal e bulbo olfatório


Figura 3 Vista Anterior do Osso FrontalFigura 4 Vista Inferior do Osso Frontal










Figura 5 Vista Interna Osso Frontal





Ossos Parietais



Osso chato, par, forma os lados e o teto do crânio e são articulados com o os-so frontal, temporais, esfenóides, occiptal e internamente com o etmóide.

Principais acidentes:

* Sulco da artéria meningeamédia
* Sulco do seio sigmóide
* Ângulo mastóideo
* Forame parietal
* Túber parietal
* Ângulo Esfenoidal
* Linha temporal superior e inferior
* borda escamosa


Figura 6 Vista Interior Osso Parietal


Figura 7 Vista Exterior Osso Parietal

Ossos Temporais


É um osso par, irregular e auxilia na formação dos lados e da base do crânio. Neles alojam-se órgãos delicados daaudição e do equilíbrio e forma a fossa pa-ra a articulação da mandíbula. Divide-se em uma porção petrosa (rochedo do temporal), uma mastóidea, uma timpânica e uma escamosa. Articulando-se com os ossos parietais, esfenóides, occiptal e internamente com o etmóide

Principais acidentes e estruturas dos temporais:

* Processos mastóide e estilóide
* Fossa tempo romandibular (onde a mandíbula se encaixapara formar a ATM ou articulação tempo romandibular)
* Meato acústico externo (serve para emissão dos nervos da audição e do equi-líbrio)
* Forame mastóideo, estilomastóide e jugular
* Canal carotídeo (serve de passagem para a artéria carótida interna, ple-xos venosos e plexos simpáticos)
* Processo zigomático (encontra o processo temporal do osso zigomático)


Figura 10 Vista Externa...
tracking img