Anatomia nervos cranianos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
NERVOS CRANIANOS – 23.10.2012

CONCEITO
- Nervos que fazem conexão com o encéfalo
- São numerados por algarismos romanos
- Composto por 12 pares de nervos cranianos:

I PAR – N. OLFATÓRIO
II PAR – N. ÓPTICO
III PAR – N. OCULOMOTOR
IV PAR – N. TROCLEAR
V PAR – N. TRIGÊMIO
VI PAR – N. ABDUCENTE
VII PAR – N. FACIAL
VIII PAR – N. VESTÍBULO COCLEAR
IX PAR – N. GLOSSOFARÍNGEO
X PAR – N.VAGO
XI PAR – N. ACESSÓRIO
XII PAR – N. HIPOGLOSSO





I PAR - NERVO OLFATÓRIO (I)

- Função: sensitiva para o olfato (responsável pelo olfato)
- Origem: mucosa olfatória da cavidade nasal
- Termina: bulbo olfatório
- trajeto: atravessa a lâmina cribriforme do etmóide.
- Importância: pode ocorrer anosmia (ausência de cheiro) por muco ou fratura da lâmina cribriforme, onde onervo prejudicado tem como conseqüência a perda do olfato. Este também relacionado diretamente com a percepção de sabor. A fratura na lamina cribriforme também pode causar licor-réia (perda de liquido cerebral) e causar a morte do paciente.

II PAR - NERVO ÓPTICO (II)

- Função: sensitivo responsável pela visão
- Origem (real): na retina
- Termina:
- Trajeto:
- Importância:
* retinanasal: observa o campo temporal
* retina temporal: observa o campo nasal
**tudo que se vê no campo esquerdo, vai para o direito do cérebro. Tudo que se vê no campo direito, vai para o lado esquerdo do cérebro.
- É relacionado à visão, tem origem na região de trato óptico
- ORIGEM APARENTE ENCEFÁLICA: quiasma ótico
- ORIGEM APARENTE CRANIANA: canal óptico (A. oftálmica),
- Se ocorrer umaneurisma, a artéria vai inchar e comprimir o nervo
- se lesar na região de canal óptico vai ficar cego de um olho,
- lesão no quisma perde o campo nasal, então só vai ver a periferia,
- se for no trato óptico vai perder o campo nasal do lado esquerdo e campo lateral do direito.
**OU SEJA, dependendo da região lesada vai dar uma conseqüência.

- 6 músculos relacionados ao bulbo do olho
*M. reto superior: movimento para cima
* M. reto inferior: movimento para baixo
* M. reto lateral: movimento medial - lateral. Quando esta relaxado o olho olha para frente.
* M. reto medial: movimento lateral - medial
* M. Oblíquo superior: faz olhar para baixo
* M. Oblíquo inferior: faz olhar para cima

III PAR - NERVO OCULOMOTOR (III)

Associado a essa musculatura temos 3nervos:
- função: dá motricidade aos músculos reto sup, m. reto medial, m. reto inferior, m. obliquo inferior e levantador da pálpebra.
- conseqüência: quando eu leso o nervo oculomotor, a pálpebra superior cai e o olho fica voltado para baixo. Essa patologia é chamada de ptose palpebral.

IV PAR – TROCLEAR (IV)

- Função: dá motricidade ao m. obliquo superior
- Conseqüência: se perder onervo troclear, perco o m. obliquo superior. A pessoa tem que tombar a cabeça para continuar a olhar na direção certa (pois o olho fica voltado para cima). O obliquo superior controla a visão para olhar para baixo.

V PAR – TRIGÊMIO (V) – 30.10.2012

- Função: sensitivo (face, seios paranasais e dentes) e motor (músculos da mastigação: M. masseter, M. temporal e Mm. pterigóides medial elateral)
- Origem: ponte próximo ao pedúnculo cerebelar médio (que segura o cerebelo). Quando ele sai do pedúnculo, ele tem uma dilatação chamada de gânglio trigeminal que é envolto por uma dura camada de dura máter. Desse gânglio trigeminal sai 3 nervos:
* Nervo oftálmico
* Nervo maxilar
* Nervo mandibular

1. NERVO OFTÁLMICO
- Função: sensitivo
- Trajeto: atravessa a fissura orbitalsuperior tendo acesso à órbita. Caminha junta com a artéria oftálmica. Se divide em 3 nervos (na região superior da orbita. São todos sensitivos:
* nervos nasociliar (emite ramos):
* nervo etmoidal posterior: dá sensibilidade à cavidade nasal
* nervo etmoidal anterior: dá sensibilidade à cavidade nasal, dorso do nariz e raiz do nariz.
* nervo infratroclear: dá sensibilidade à...
tracking img