Anatomia-esqueleto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2258 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Esqueleto Apendicular - Membros Inferiores
Cintura Pélvica

Da mesma forma que a cintura escapular é a junção entre membros superiores e tronco, a cintura pélvica é a junção entre membros inferiores e tronco. Preste atenção, quando falamos em osso do quadril estamos nos referindo ao ílio, ísquio e púbis, a pelve é a junção do osso do quadril direito com o osso do quadril esquerdo, articuladosanteriormente com a púbis e posteriormente com o sacro. O sacro participa aqui da pelve, porém ele é um osso do esqueleto axial, lembre - se que o mesmo faz parte da coluna vertebral... Não confunda!

Fonte: SOBOTTA, J. Atlas de Anatomia Humana. 22ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Osso do Quadril

Quando falamos do quadril sabemos se trata de uma estrutura com anatomia etopografia complexas, direito e esquerdo, osso plano e irregular, constituido pela fusão de 3 ossos, sendo eles, o ílio (porção superior), ísquio (porção póstero - inferior) e púbis (ânteo - inferior). Os dois ossos do quadril unem - se anteriormente pela sínfise púbica, cada um deles vai se articular posteriormente com a porção superior do sacro e lateralmente com o osso fêmur, a posição anatômica dosossos se torna então facilmente identificadas, a fossa do acetábula onde se articula a cabeça do fêmur fica lateral e ligeiramente voltada para frente, enquanto que a sínfise púbica deverá estar anterior e medialmente, o túber isquiático posterior. Lembrando que existe uma diferença entre osso do quadril e pelve, quando falamos em pelve estaremos nos referindo a estrutura completa de ossos doquadril se articulando entre si anteriormente e posteriormente se articulando com as vértebras sacrococcígeas, a palavra pelve vem derivada do latin, pelvis, que significa bacia, podemos entender então porque algumas pessoas se referem a pelve como bacia.

Ílio

Formado por um corpo e uma asa, onde a asa é a porção superior.

Principais acidêntes ósseos:
* Espinha ilíaca póstero - superior.* Espinha ilíaca póstero - inferior.
* Espinha ilíaca ântero - superior.
* Espinha ilíaca ântrero - inferior.
* Crista ilíaca.
* Face glútea ou externa.
* Linha glútea anterior.
* Linha glútea inferior.
* Linha glútea posterior.
* Fossa ilíaca.
* Face auricular.
Ísquio

Formado por um corpo e um ramo.

Principais acidentes ósseos:
* Túberisquiático.
* Incisura isquiática menor.
* Espinha isquiática.
* Incisura isquiática maior.
* Corpo e ramo do ísquio.
Púbis

Formado por um corpo e dois ramos.

Principais acidentes ósseos:
* Tubérculo púbico.
* Ramo inferior do púbis.
* Ramo superior do púbis.
* Face sinfisial.
Ilíaco - Vista Lateral

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de AnatomiaHumana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Ilíaco - Vista Medial

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

FÊMUR

O fêmur ou osso da coxa é o mais longo e mais forte de todo o corpo. É o único osso longo entre a extremidade do quadril e a articulação do joelho.

Principais acidêntes ósseos:
Porção média e distal do fêmur vista anterior.

*Corpo ou diáfise do fêmur, a patela esta localizada na porção distal do fêmur.
* Note que a parte mais distal da patela situa – se a aproximadamente 1,25cm acima ou proximal à verdadeira articulação do joelho, com a perna completamente distendida, essa relação é importante no posicionamento para a radiografia da articulação do joelho.
* Temos a superfície patelar, depressão triangularsuperficial e lisa, na porção distal da face anterior do fêmur, algumas essa depressão é também chamada de sulco intercondiliano.
Porção medial e distal do fêmur vista posterior.

* A vista posterior da porção distal do fêmur demonstra melhor os dois grandes côndilos arredondados separados distal e posteriormente pela fossa ou incisura intercondiliana profunda, em cima da qual esta a superfície...
tracking img