Anat

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (313 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Campus Uruguaiana
Curso de Enfermagem – I Semestre

Anatomia
(Artigo)


Uruguaiana, 1 de novembro de 2011.

Questionário:
Esse questionário foi feito do artigo Trauma facial: análisede 194 casos feito por Joaquim José de Lima Silva(Mestre em Cirurgia; Médico, Fortaleza, CE, Brasil ) Antonia Artemisa Aurélio Soares Lima (Fisioterapeuta, Fortaleza, CE, Brasil  ) IgorFurtado Soares Melo(Estudante de Medicina, Fortaleza, CE, Brasil) Rafael Costa Lima Maia(Estudante de Medicina, Fortaleza, CE, Brasil) Tadeu Rodriguez de Carvalho PinheiroFilho (Estudante de Medicina, Fortaleza, CE, Brasil)

1-Porque o estudo foi feito ?
 Por que os traumas faciais vem crescendo muito nas últimas quatro décadas esse artigo da destaque parapacientes que sofreram acidentes automobilísticos e violência urbana tendo como objetivo criar perfis dos paciente que sofrem esse tipo de trauma.

2-Como estudo foi feito ?
 Para esse trabalhofora analisados 194 casos de trauma na face nos asno de 2005 e 2009 no serviço de referencia em Fortaleza (Ceará).
Nas analises dos pacientes de idade média de 30, 35 anos variando de 4 a 71anos. Os traumas corridos por acidentes de trânsito tem destaque para acidentes para motociclistas que apresenta 44,8% de 60,3% para acidentes automobilístico. Logo em seguida possui umaevidência de 18,6% com violência interpessoal.O ossos mais fraturados foi a mandíbula (30,49%)depois o osso nasal (22,2%) e o zigoma tico (17,5%).E os homens são os que mais sofrem acidentes tanto detrânsito como de violência urbana.
3-O que o estudo acrescentou a literatura?
Esse artigo mostra que pode haver uma diminuição das fraturas faciais por medidas educativas como coloca capacete esinto de segurança, ter medidas para evitar álcool na direção e na convivências sociais e criar estratégias para diminuir conflitos violentos entre indivíduos.

Bibliografia:
*...
tracking img