Anarquismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (655 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

Anarquia
Gary DeMar
Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto1

Uma solução proposta ao problema de como o poder e a
autoridade deveria funcionar na sociedade é colocar a soberania
totalmentecom o indivíduo. (Sempre que virmos a palavra “total” ou
“totalmente” com respeito ao homem e suas instituições, cuidado: a
tirania está oculta nas sombras). Anarquia é a implicação última dessafilosofia: todo homem é o seu próprio juiz ou júri. A Bíblia nos diz que
Deus é o Juiz e Júri último do homem. Deus estabelece a lei. Ele coloca o
homem e a criação sob o fator refreador de sua lei.Além do mais, a
Queda do homem no pecado tornou a restrição externa ainda mais
necessária.
O anarquista crê que as restrições externas, perpetuadas pelos
governos civis, é o culpado de todos osnossos males. O indivíduo deve
agir para remover as algemas da restrição externa e abrir as comportas
da liberdade desenfreada para todas as pessoas. Para o anarquista, o
governo civil é o inimigo dasociedade, simplesmente porque ele
governa o indivíduo. A palavra anarquia é composta de duas palavras
gregas, uma que significa “não” e arche , que significa “governo” ou
“poder”. Um anarquistadespreza qualquer poder maior que ele mesmo
e agirá de forma violenta para destruir qualquer autoridade que tente
cortar quaisquer de suas liberdades individuais, não importa quão
depravadas ouperigosas sejam para a sociedade como um todo.
O terrorismo dos nossos dias é uma manifestação de anarquia sob
a aparência de “liberdade”. A contra cultura da década de 1960
encorajou a anarquia comouma forma de reverter a ordem da
sociedade. Muito da música rock estimulava o fogo do radicalismo de tal
período.
O anarquista revolucionário crê na bondade inerente de alguns
homens e que, com umadestruição da ordem existente e a morte dos
homens maus remanescentes, uma nova sociedade emergirá dos
entulhos. O anarquista pacifista (tais como o escritor russo Tolstoy) crê
na malignidade...
tracking img