Analise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
C. E Maria do Socorro Coelho Cabral
Balsas 28/11/12


ANÁLISE LITERÁRIA

Garibaldi e Manoela: Uma História de Amor

Balsas – MA
2012
Enredo
Garibaldi e Manoela: Uma história de AmorRelata um caso de amor, no meio de uma guerra. Era a guerra dos Farrapos, ou Revolução Farroupilha, que durou de 1835 à 1845 e aconteceu no Rio Grande do Sul. De um lado estava o pessoal de BentoGonçalves, fazendeiros descontentes com o Império brasileiro, e de outro estava o governo central do Império. Os farroupilhas queriam que o governo do Brasil protegesse o principal produto gaúcho.
Averdadeira aproximação entre Garibaldi e uma sobrinha de Bento, a jovem Manoela. Eles se apaixonam, mas o namoro não vai adiante, por proibição da família de Manoela. Num movimento da guerra, Garibaldientão saindo do Rio Grande do Sul para Santa Catarina, leva dois barcos por terra, sobre convés, enganando as forças imperiais.
Depois navega até laguna e lá conhece um novo amor Anita, e se casa comela, os dois vão viver uma grande história de amor e ter filhos. Ele volta para Europa, e sempre se envolvendo em revoluções, e Manoela termina os dias sozinhas na cidade Gaúcha de Pelotas.
O charqueconhecido em outras regiões como carne de sol. Como não foram atendidos, entraram em guerra. Em 1836, os farroupilhas declararam a independência do Rio Grande do Sul, que passou a se chamarRepública do Piratini.
Com os casamento de Garibaldi, com Anita, ele volta para Europa, mas com o pensamento na amada Manoela. Com o passar dos anos Garibaldi já estava velho e escreveu sobre Manoelacontando sobre a grande dor da perca de Manoela, na carta ele dizia que ela era noiva de um filho do presidente, o nome do noivo era Joaquim.
Até o fim de sua vida acreditou que Bento Gonçalves não mentiupara ele quando disse que Manoela era comprometida; afinal eles tinham sido companheiros de uma guerra dura e longa.
Na carta escrita por Garibaldi ele diz: Belíssima filha do Continente, eu...
tracking img