Analise simiotica da publicidade dkny

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2864 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

Assim como tudo aquilo que é criado pelo homem, a publicidade apresenta aspectos analisáveis do ponto de vista semiótico. Nada daquilo que provém da criação humana escapa a essa análise, e é isso o que torna interessante e intrigante o mundo dos objectos, e mais precisamente o mundo da Publicidade. O homem não se relaciona somente com objectos, ele se relaciona com e através designos. Ideais, mensagens, formas e valores são transmitidos na publicidade.
Por vivermos em sociedade, todos os dias somos “metralhados” com mensagens e códigos para decifrarmos e ser aceite pela média. O mundo do consumo cresce a uma velocidade espantosa e este se actualiza a cada dia, almejando cada vez mais consumidores e mentes. Os produtos não mais se vendem somente por suas qualidades,vendem também um conceito por trás deles. Por isso são feitas publicidades para que as potências consumidoras possam conhecer um determinado produto. Nestas publicidades, na maioria das vezes são utilizadas imagens e mensagens linguísticas exibindo criatividade, de modo que possa convencer o público-alvo.
Mas é bem verdade que cada receptor ira perceber a mensagem divulgada com base nas suasvivencias e conhecimento próprio. Sendo assim iremos analisar a semiótica da publicidade impressa do novo perfume DKNYMEN divulgada pela perfumaria ROUGE em uma das revistas mais lidas do nosso País.

2.1. HISTÓRIA DA MARCA DKNYFOR IMMEDIATE RELEASE Donna Faske was born on October 2nd 1948 in Queens in New York an unknown quantity who later became
A marca DKNY surgiu no ano 1989, sendo criadapela estilista Donna Karan que decidiu criar uma marca com o seu estilo e inspirado com o seu nome e o nome da cidade Nova York que resultou na marca DKNY hoje conhecida internacionalmente.
DONNA
KARAN
NOVA
YORK
Com o surgimento desta marca Donna Karan começou a produzir e divulgar as colecções criadas por ela que se centrava na criação de roupas para pessoas comuns.
Com o decorrer dos anosforam abrindo inúmeras lojas DKNY não só em Nova York como também em outros pontos dos estados unidos, e se espalhou pelo mundo, em países como a França, Inglaterra, Portugal, Brasil, e outros. Actualmente existem mais de 70 lojas DKNY, onde se comercializam variados produtos criados e fabricados pela marca nomeadamente: roupas, calçados, cosméticos, roupas do lar de top de gama.
Num golpe demarketing e de querer atingir clientela jovem a DKNY, virou-se também criação de roupa e acessórios modernos e urbanos, mais ainda assim as suas criações tem sempre raízes nas suas necessidades, segundo a criadora, fazendo roupas que tanto ela como a sua família gostam de usar. As suas mais recentes criações apostam numa função entre elementos retro, moderno, marcante e acessíveis.
A partir de 1992,a DKNY criou uma bem sucedida linha de cuidados para a pele e fragrâncias populares.
Desde entao tem criado fragrâncias que fazem sucesso a nível mundial, bem como: be delicious, Donna Karan femenine, Donna Karan Candy Apple Cren, Donna Karan red, Donna Karan blue, sem esquecer o seu mas novo lançamento DKNYMEN, que é o objecto de análise da publicidade que iremos analisar, segundo a semióticade Barther.

A semiótica de Charles S. Pierce

Nascido no começo do século XIX, Charles S. Pierce foi criador de uma das grandes bases da semiótica actual, ao lado de Ferdinand Saussure. Ambos foram praticamente contemporâneos em suas teorias, embora não tivessem conhecimento de um ao outro, e seus legados por vezes apresentam ideias opostas, levando semioticistas actuais a adoptar uma das duascorrentes (ou de seus discípulos) em seus trabalhos. Assim como já fizeram, na opinião, as duas teorias são válidas e se complementam em diversos pontos, sendo possível analisar determinado assunto com uma teoria e utilizando a outra ainda como apoio. Pierce considerou a semiótica fazendo parte das Ciências Normativas, sendo um sinónimo da Lógica, ao lado da Estética e da Ética. Para Saussure,...
tracking img