Analise interpretativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise Interpretativa

Livro: A História da Riqueza do Homem
Capítulo II: Entra em cena o comerciante

Análise Interpretativa

Interpretação da mensagem do autor
O autor mostra a entrada docomerciante dentro de um sistema financeiro onde houve uma mudança significativa da economia, podemos ver passo a passo as etapas desse processo e entender como surgiu o comércio no final do século Ve inicio do século VII. Primeiro os camponeses viram nas cruzadas uma forma de ter uma vida melhor, nas cruzadas que eram um pretexto imposto pela Igreja que tinham um grande poder sobre a sociedade,seus seguidores usavam deste artificio que era levar o Evangelho ao maior numero de cristãos para saquear produtos nas cidades por onde passavam, ao retornarem para suas cidades esse produtos roubadoseram comercializados nas feiras, os burgos começaram a crescer, os lucros aumentaram e as riquezas destes comerciantes também. Este capítulo do texto retrata claramente como o comercio se desenvolveue como surgiram os burgueses no período do feudalismo.

Situação Filosófica e Influências
Ao pesquisarmos em outros textos do gênero e em sites sobre o assunto que estamos estudando, vemos queexistem muitas coisas em concordância ao que o autor retrata no texto, achamos textos que falam da mesma forma sobre as cruzadas, o desenvolvimento do comercio, a fada jornada que os comerciantestiveram para terem um espeço livre de impostos para comercializar seus produtos, a situação da Igreja no aspecto financeiro e religioso durante este processo histórico, os outros textos estudados nãotrouxeram uma fácil compreensão na forma de linguagem mas a linha de raciocínio é sempre a mesma.

Pressupostos
O autor explica que na Idade Media o dinheiro da Igreja, dos padres e dos guerreiros eraestático, inativo e improdutivo, não havia necessidade de ter dinheiro pois naquela época quase nada era comprado e sim trocado, além do mais o dinheiro e o peso variavam de região para região, não...
tracking img