Analise do livro vidas secas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (531 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PESQUISA SOBRE O LIVRO VIDAS SECAS :

ANÁLISE:
É UM ROMANCE, PUBLICADO EM 1938, QUE FALA SOBRE A HISTÓRIA MISERÁVEL DE UMA FAMÍLIA DE RETIRANTES SERTANEJOS, QUE FOI OBRIGADA A SE DESLOCAR DETEMPOS EM TEMPOS PARA ÁREAS QUE NÃO FORAM TÃO PREJUDICADAS PELAS SECAS.ESSA OBRA PERTENCE A FASE REGIONALISTA (SEGUNDA FASE MODERNISTA) , E É QUALIFICADA COMO UMA DAS OBRAS MAIS BEM-SUCEDIDAS DA ÉPOCA.NARRADOR:
A escolha do foco narrativo em terceira pessoa é emblemática, uma vez que esse é o único livro em que Graciliano Ramos utilizou tal recurso. Trata-se, na verdade, de uma necessidade danarrativa, para que fosse mantida a verossimilhança da obra. Por causa da paupérrima articulação verbal dos personagens, reflexo das adversidades naturais e sociais que os afligem, nenhum parececapacitado a assumir o posto de narrador.

O autor utilizou também o discurso indireto livre, forma híbrida em que as falas dos personagens se mesclam ao discurso do narrador em terceira pessoa. Essa foi asolução para que a voz dos marginalizados pudesse participar da narração sem que tivessem de arcar com a responsabilidade de conduzir de forma integral a narrativa. 
ESPAÇO:
A narrativa éambientada no sertão, região marcada pelas chuvas escassas e irregulares. Essa falta de chuva – somada a uma política de descaso do governo com os investimentos sociais – transforma a paisagem em ambienteinóspito e hostil.

Inverno, na região, é o nome dado à época de chuvas, em que a esperança sertaneja floresce. O sonho de uma existência menos árida e miserável esboça-se no horizonte e dura até aschuvas cessarem e a seca retornar implacável. No romance, essa esperança aparece no capítulo “Inverno”, em que Fabiano alimenta a expectativa de uma vida melhor, mais digna.

O retorno à visão marcadapela falta de perspectivas recomeça com o fim das chuvas, com o fim da esperança. Na obra, pode-se apontar, também, para dois recortes espaciais: o ambiente rural e o urbano. A relevância desse...
tracking img