Analise de estoques

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2598 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Any Karolina Sena

















ANÁLISE DOS ESTOQUES






















Porto Feliz-SP– 02 de Março de 2012

Any Karolina Sena

















ANÁLISE DOS ESTOQUES
Trabalho da disciplina de Movimentação e Armazenagem
sob a orientação do professor Dr. Sidinei Ap. PereiraPorto Feliz-SP – 02 de Março de 2012
Any Karolina Sena
Ivan Ferreira de Souza
Jose Valdeci Nazareth
Luana Rodrigues Ferreira Palhares
Paulo Roberto Baldacim
Sara Lucia Marcelo Sobreira
Umberto Moura
William de Jesus Coutinho














































SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO 4
2GESTÃO DE ESTOQUES 4
2.1 INVENTÁRIO FÍSICO 4
2.2 ACURÁCIA DOS CONTROLES 5
2.3 NÍVEL DE SERVIÇO OU NÍVEL DE ATENDIMETO 5
2.4 GIRO DE ESTOQUES 6
2.5 COBERTURA DE ESTOQUES 6
2.6 DEMANA VERSUS CONSUMO........................................................8
2.7 LOCALIZAÇÃO DOS ESTOQUES 10
2.8 REDUÇÃO DE ESTOQUES 10
2.9 ANÁLISE ABC 112.10 ANÁLISES DOS ESTOQUES PELO MÉTODOS PEPS UEPS 15

CONCLUSÃO 16

BIBLIOGRAFIA.........................................................................................16




























1. Introdução

Como os estoques representam parcelasubstancial dos ativos das empresas, devem ser encarados como um fator potencial de geração de negócios e de lucros. Assim cabe ao administrador verificar se estão tendo a utilidade adequada ou sendo “um peso morto”, não apresentando o retorno sobre o capital neles investido.

Em épocas de alta inflação, manter estoques elevados poderia ser a forma mais adequada de obter grandes lucros, pois areposição deva-se sempre a preços bem maiores. Numa economia mais estável e de baixa inflação, isso não é verdadeiro, e uma boa gestão dos estoques poderá ser a responsável pelo lucro.


2. Gestão de Estoques



Constitui uma série de ações que permitem ao administrador verificar se os estoques estão sendo bem utilizados, bem localizados em relação aos setores que se utilizam, bemmanuseados e bem controlados.

Existem vários indicadores de produtividade na análise e controle dos estoques.

2.1 Inventário Físico

Consiste na contagem física dos itens de estoque. Caso haja diferenças entre o inventário físico e os registros do controle de estoques, devem ser feitos os reajustes.

O grande controle que pode ser feito em qualquer organização paraauxiliar o fluxo de caixa é o referente aos inventários. Inventario em excesso significa gastar dinheiro à toa. Qualquer custo pode ser reduzido se for bem gerenciado.

Se os recursos mais utilizados, como ativos fixos, mão-de-obra e energia, for bem administrados, o produto ganhará em qualidade, e o custo total final será melhor.

Mudanças excessivas em ordem de produção implicandoparada das máquinas e aumento dos estoques em processo, acabam por gerar retrabalho, é uma forma clara de desperdício, fazendo subir os gastos com a produção, conseqüentemente, impactem no custo do produto.

O inventário físico é geralmente efetuado de dois modos: periódico ou rotativo.

✓ Periódico – quando em determinados períodos, faz-se a contagem física de todos os itens de estoque;deve ser feita no menor espaço de tempo possível.

✓ Rotativo – quando permanentemente se contam os itens em estoque, pelo menos uma vez dentro do período fiscal (1 ano). Essa política exigirá um certo número de pessoas dedicadas à contagem, em período integral, o ano todo.











2.2 Acurácia dos Controles

Uma vez terminado o inventário, pode-se calcular a...
tracking img