Amor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8597 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O SERVIÇO SOCIAL FRENTE À CRISE CONTEMPORÂNEA: DEMANDAS E PERSPECTIVAS(


Yolanda Guerra(

“Quem esquece o seu passado corre o risco de repeti-lo”
(Jorge Santayana)

Resumo: O presente artigo tem como objetivo contribuir para uma reflexão sobre as demandas e perspectivas da profissão, a partir das determinações particulares da crise contemporânea sobre as condiçõesobjetivas e subjetivas nas quais a profissão se insere, tendo em vista as transformações operadas pelo movimento das classes sociais no atual estágio do capitalismo.


Busca-se determinar a natureza da crise e as transformações que ela engendra no mundo do trabalho e na subjetividade dos trabalhadores de maneira geral, e em especial, no âmbito do Serviço Social. A hipótese é a de que asmudanças macrosocietárias produzem alterações nas demandas profissionais, nos espaços de intervenção, modificam as expressões das questões sociais, provocam uma redefinição/reconfiguração dos objetos de intervenção, atribuem novas funções à profissão e novos critérios para a aquisição de novas legitimidades.


Palavras-chaves: Serviço Social, crise contemporânea, demandas, perspectivas.SOCIAL SERVICE FACING CONTEMPORARY CRISIS:
demands and perspectives

Abstract: The aim of the present article is to contribute to the reflection over the demands and perspectives of the profession, considering the particular determinations of the contemporary crisis over the objective and subjective conditions surrounding the profession, by taking into account the transformations operated bythe social classes movement within the current stage of capitalism. This article attempts to determine the nature of the crisis and the transformations it causes in the world of labour and in the subjectivity of the workers in general, particularly within the scope of Social Work. The hypothesis is that macro societal changes produce shifts in the professional demands, and in the spaces ofintervention; they modify the expressions of the social issues; they provoke a redefinition/reconfiguration of the objects of intervention; and give new functions to the profession and new criteria for the acquisition of new legitimacies.


Key Words: social work, contemporary crisis, demands, perspectives.






























Introdução


A crisecontemporânea implica em profundas alterações nas relações entre os países, no mundo do trabalho, na economia, na cultura, nas práticas ídeo-políticas e profissionais. Interessa-nos captar as particularidades que estas transformações assumem nos países periféricos dados os traços constitutivos do tipo de capitalismo que nestes países se objetivou — dependente e excludente — e a maneira pela qual estastransformações se constituem em mediações às práticas profissionais, especialmente na particularidade do Serviço Social.


A hipótese é a de que as mudanças macrosocietárias produzem alterações nas demandas profissionais, nos espaços de intervenção, modificam as expressões das questões sociais, provocam uma redefinição/reconfiguração dos objetos de intervenção, atribuem novas funções àprofissão e novos critérios para a aquisição de novas legitimidades. O que se está afirmando é que as alterações no “mundo do trabalho”, na esfera do Estado, nas políticas sociais estabelecem novas mediações que se expressam nas condições objetivas (materiais e espirituais) sobre as quais a intervenção se realiza e condicionam as respostas dos profissionais. Frente a estas transformações, adimensão instrumental da profissão passa a necessitar de vínculos cada vez mais estreitos com um projeto ético-político em defesa dos direitos sociais e da democracia.


























A crise contemporânea e seus impactos na profissão


O Serviço Social, aqui considerado como uma prática profissional que possui uma peculiaridade operacional donde sua...
tracking img