Amizade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (414 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Desde Aristóteles se dizia que a justiça e a amizade tinham os mesmos objetivos, contudo considerava-se a amizade acima da justiça, eis que essa servia para regular os atos perante terceirosconhecidos, enquanto que entre amigos não precisava-se da justiça, pois a essência de uma verdadeira amizade é a mais autêntica das formas de justiça.

Muitas pessoas passam suas vidasinteiras sem ter a felicidade de entender o que é uma amizade verdadeira.

Um amigo não conspurca, mente, engana, dissimula. Ele é autêntico, não busca a popularidade, não seengana e nem engana os outros, ele sempre é sincero.

A amizade não é egoísta, mas é respeitosa. Todo ser que pensa somente em si, no poder, no dinheiro, nunca tem amigos, pois seuúnico amigo é ele mesmo.

Ser amigo é desejar e lutar também para o bem das outras pessoas, o contrário disto denota falta de caráter e desconhecimento de si mesmo.Estudos desde a antiguidade afirmam que existem no arcabouço humano três tipos de amizades. A primeira é a motivada pelo bem, esta é eterna. A segunda, chamada de agradável, limitada a identidadede caráter em determinadas atitudes, corretas ou incorretas. A terceira é a amizade útil, serve única e exclusivamente para atingir determinado objetivo.

No segundo e terceirotipos, não se ama e nem se respeita o amigo, mas, apenas impera os interesses, enquanto ele pode proporcionar algum benefício, sendo um meio e nunca um fim.

Na verdade, já comoafirmava Aristóteles, o requisito essencial para a amizade é a consciência.

Ser consciente exige honestidade, para consigo e para com os outros. Ser honesto consigo é tercerteza que não possui a verdade absoluta em suas opiniões, pois entende que um ser é passível de erros e equívocos.

Existe uma máxima que afirma mais ou menos o seguinte: “ me diz...
tracking img