Alzheimer

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1889 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Reabilitação psicomotora |
Barsch |
Psicomotricidade I |
Docente: Ana Rita Bodas |
Discentes: Marcela Silva, nº 51032
Sabrina Pereira, nº 52371
Vânia Teixeira, nº 52088
Discentes: Marcela Silva, nº 51032
Sabrina Pereira, nº 52371
Vânia Teixeira, nº 52088
|
|

Vila Real, 2 de Novembro de 2011 |Índice

Introdução2
Eficiência motora segundo Barsch3
As dez teses da teoria movigenética 3,4,5
Unidades de organização motora 5,6
Bases pedagógicas 6,7
Factores de aprendizagem 7,8
Objectivos do programa movigenético 9,10
Conclusão11
Bibliografia12

Introdução

A psicomotricidade é a ciência q estuda o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo internoe externo. “Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja acção é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.” (1)
Ray Barsch, director do departamento de formação de professores para pessoas portadoras de deficiência na universidade de Wisconsin, tem abertoportas no que toca à interacção entre o espaço e a motricidade.
O seu objectivo foca a influência das interacções acima referidas com a eficiência motora e as aprendizagens escolares. Um exemplo disso, segundo a sua teoria movigenética “admite que a criança com dificuldades de aprendizagem é, numa palavra, o reflexo da interacção desajustada com o espaço que a envolve.” (Fonseca,2005)
Ao estudaresta personalidade da psicomotricidade e a sua investigação há que ter em conta que todas as teorias têm um senão:
- A teoria de Barsch baseia-se no estudo e investigação com pessoas portadoras de deficiência ou de dificuldades de outra ordem, tornando-a preferentemente, uma teoria educativa.
- Embora trabalhada segundo uma perspectiva original, Barsch aproxima-se muito da teoriaperceptivo-motora de Getman.
Barsch pretende demonstrar que a motricidade é um factor crucial do processo de aprendizagem e como tal, desenvolveu um ensaio à cerca dos padrões do desenvolvimento motor do ser humano para provar que, o êxito de aprendizagem está a par com o ajustamento e a eficiência motora.
“A percepção é motricidade e a motricidade é percepção.” (Fonseca,2005) - esta afirmação do autor sugereque o desenvolvimento da percepção e cognição provêm de um movimento firme e controlado.
Sendo isto, a motricidade e a percepção completam-se mutuamente.

Eficiência motora segundo Barsch

As dez teses da teoria movigenética

Barsch reuniu a sua exploração sobre o meio motor e cognitivo em dez teses, que compõem a sua teoria movigenética.

1ª – O ser humano existe para o movimento
“Omovimento (…) processa a adaptação do ser humano, e é por meio da motricidade que ele adquire as aptidões biossociais.” (Fonseca, 2005)

2ª – O fim último do movimento é a sobrevivência
“A evolução do ser humano (…) não é mais que a integração e a superação dos conflitos de sobrevivência. A sobrevivência (…) representa uma evolução mista de inteligência e acção criadoras.” (Fonseca, 2005)

3ª-O movimento depende da qualidade de integração perceptiva do mundo exterior
“Do nascimento à morte, a vida é a transformação de energia (…) devidamente interiorizada e incorporalizada em termos de motricidade e comportamento.” (Fonseca, 2005)

4ª- O ser humano informa-se através do sistema perceptivo-motor e perceptivo-cognitivo
“É através do sistema de recepção (...) que o ser humano recebe,analisa e transforma em informação, os vários tipos de energia exterior que o envolvem. O ser humano, segundo este autor, possui seis sistemas sensoriais (…) gosto, olfacto, tacto, visão, audição e sentido quinestésico (…).Estes sistemas ou analisadores sensoriais integram a energia do exterior (estímulos e situações) e conduzem-na ao cérebro para o seu respectivo processamento, interpretação e...
tracking img