Alteridade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4515 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A RELAÇÃO EU-OUTRO NA EDUCAÇÃO: ABERTURA À
ALTERIDADE
Wanderleia Dalla Costa – UNIPLAC
Carmen Lucia Fornari Diez - UNIPLAC
Resumo: O presente trabalho traz à reflexão um olhar diferenciado para o foco nas relações Eu – Outro, no
intuito de retomar o sentido do humano. Trata-se de tecer algumas reflexões acerca da educação e da relação de
alteridade. O outro é um dos grandes temas a serempensados na educação. Para uma leitura fora dos quadros
ontológicos e idealistas o filósofo Emmanuel Levinas defende u ma subjetividade constituída na idéia de infinito,
isto é abertura ao outro e traz à tona a questão do esquecimento do outro por conta da subjetividade solipsista
difundida na modernidade. Pensar o outro como alteridade absoluta e não como o conceituo, efe ito do meu
própriopensamento. No face a face a relação do Mesmo com o Outro encontra -se na responsabilidade
incondicional a ser assumida pelo eu perante o outro porque no rosto do outro se insere o apelo à
responsabilidade. Nesse sentido o pensamento levi nasiano abre caminhos para pensar a educação e o papel do
professor mediador na perspectiva de Feuerstein.
Palavras chaves: Educação – Alteridade – Eu-Outro –Professor mediador

Na crise da subjetividade moderna o que emerge é a centralidade do sujeito autônomo
e racional que, através de sua postura, pensa e define as relações a partir de princípios que se
pretendem universais garantindo a assimilação do outro através da formação de um sujeito
livre, independente e senhor de si. Com Descartes e Kant o sujeito moderno se edificou sobre
as bases deuma vontade racional instituindo o eu como a possibilidade integradora do sentido
e definidora dos rumos da formação humana. Nesse sentido Lévinas (1906-1995) identifica
que a filosofia do mesmo é a concretização da categoria da Totalidade que marca o
pensamento ocidental.
A filosofia ocidental durante muito tempo colocou-se como horizonte e baseou-se num
sujeito único reforçando a visãoantropocêntrica de ver o mundo, as pessoas, a educação, a
sociedade e as relações, anulando assim as diferenças e mais especificamente numa visão
historicamente masculinizada onde o múltiplo era submetido ao único. Situados no campo
educacional percebe-se que essa visão foi se fortalecendo na dedução do outro a partir do eu
através dos paradigmas que visavam a autonomia do ser humano. No entanto,Lévinas rompe
com essa subjetividade solipsista e vai fazendo filosofia a partir do cotidiano e não a partir de
um eu que restringe a alteridade à esfera da identidade.

2

Lévinas surge nessa perspectiva de retomada da dimensão da diferença, do outro,
segundo Susin

Na proximidade do outro, a suposta soberania do sujeito é questionada. A
significação que nasce da proximidade não é amesma relação entre termos
que se encontram mediados por uma linguagem comum. Tal significação é
um abalo da consciência tematizante e uma subversão da temporalidade
ontológica (SUSIN, 2003, p. 90).

Nessa abordagem, pergunta-se quem é outro? Na visão de totalidade o outro pode ser
reflexo da idéia de um modelo de ser humano ideal e de obliteração da possibilidade de outra
subjetividade.Pensar o outro na sua diferença é um modo de não objetivá-lo acolhendo-o na
sua realidade sem representações e aberto ao ensinamento, a aprendizagem. Não se trata aqui
de fazer prescrições quanto à abordagem, mas antes, suscitar aspectos que, parecem ser
importantes para compreender, na educação a questão da alteridade.
O ser humano em sua dimensão educativa, ao longo da história, está semprebuscando
aperfeiçoamento das relações como substância essencial para sua formação, assim lembra
Kant ao referir-se a ideia de formação de educação em sua obra a Pedagogia:
A educação é uma arte, cuja prática necessita ser aperfeiçoada por várias
gerações. Cada geração de posse dos conhecimentos das gerações
precedentes está sempre melhor aparelhada para exercer uma educação que
desenvolva...
tracking img