Alguma coisa q um anonimo escreveu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nunca vi um casal tão diferente quanto a gente. Acho que se a gente fosse em um daqueles terapeutas de casais ele nos mandaria separar na hora. Eu odeio tudo o que ele gosta e vice-versa. Mas eutenho razão, quer dizer quem gosta de banana frita? Só os loucos, com certeza. Os seus olhos sempre me despertaram as minhas mais profundas emoções, mas eu nunca consegui desvendá-los. Ele sempre foi ummistério e talvez por isso é tão fascinante amá-lo. Eu sempre tive essa queda por garotos enigmáticos e isso sempre me envolveu em depressões de madrugada. Mas você não está mais aqui. E essa coisa defazer um esforço enorme para não lembrar teu nome quando alguém diz a palavra amor ainda existe. Essa coisa de sentir tua falta todas as manhãs, todas as tardes, todas as noites, todos os dias. Comose não fizesse mais sentindo abrir os olhos em uma manhã de domingo ensolarada porque você não vai estar comigo para dar uma volta no parque. Na verdade, não faz mais sentido abrir os olhos. Odespertador ainda toca, na verdade ele toca pontualmente as seis horas mas eu nunca tenho vontade de levantar. Ainda fico esperando ele vir me acordar com beijinhos e seu café sem açúcar - ainda não sei segosto porque é bom ou pelas inúmeras vezes que ele me fez tomar a força. Eu ainda lembro do dia que ele passou pela porta da sala com um sorriso estranho. Se não fosse o meu orgulho, eu teria me jogadono chão e me agarrado nos seus pés. (Agradeço por ter orgulho). Os dias ficaram mais tristes e melancólicos depois da sua partida. As flores do vazo da sala pareciam murchar a cada lágrima que euderramava. A cozinha estava uma bagunça, afinal nós sempre lavávamos a louça juntos. E agora nem lavar uma colher eu não consigo sem sentir falta dele. Agora as músicas do Nando Reis fazem muito maissentido. “Estranho seria se eu não me apaixonasse por você…”, virou a música mais tocada nas minhas manhãs melancólicas de domingo. E é quando eu a escuto que me entrego a esse amor. Você foi embora,...
tracking img