Aleluia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2168 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O autor apresenta neste capítulo a organização através da metáfora das prisões psíquicas. O objetivo é apresentar relações entre as ações dos membros de uma organização e os processos inconscientes para permitir o questionamento da realidade, compreender as ações e as atitudes dos membros da organização de um modo mais esclarecido, além do tema da cultura organizacionalcompartilhada. Para introduzir o tema tão abstrato o autor retoma Platão em o ³Mito da Caverna´ que relaciona a realidade, a percepção fragmentada dela (mundo das aparências) e a conquista do conhecimento. A alegoria pode ser utilizada, por exemplo, para explicar a tão recorrente resistência às mudanças nas organizações, o medo do novo e a não aceitação da ruptura com antigas crenças .MORGAN considera queapesar de as organizações serem realidades socialmente construídas, isto é, a própria organização com seus símbolos e significados serem criados e mantidos pelos homens, ainda assim apresentam existência e poder próprios. A ideia de prisão, cadeia, vem do entendimento de que o modo de organizar-se e os comportamentos dos indivíduos são moldados não somente pelo ambiente e pelas relações interpessoais:é preciso considerar que os processos inconscientes permeiam o pensar e o agir dos indivíduos, modelando seus comportamentos. O autor exemplifica com três situações em que os indivíduos caem em armadilhas postas por eles mesmos, são situações de aprisionamento a raciocínios assumidos. O primeiro exemplo, Aprisionados pelo sucesso, remete ao comportamento previsível daqueles que estão tãoconfiantes em suas próprias ações que deixam de considerar outros fatores de ameaça como um potencial concorrente ou um novo segmento de mercado promissor. O segundo exemplo, Aprisionados pela acomodação organizacional apresenta casosem que uma política da organização não é questionada por que foi ³dada´ como a melhor prática e os indivíduos acomodam-se com essa ideia. Aprisionados pelo pensamento degrupo mostra o exemplo de quando ilusões compartilhadas e normas operacionais interferem no desenvolvimento de raciocínio técnico e racional.

A Organização e o inconsciente

O autor entra em uma dimensão mais psicanalítica quando inicia a reflexão sobre a organização e o inconsciente. Baseado no raciocínio de Sigmund Freud de que o inconsciente é criado à medida que os seres humanos reprimem seusdesejos mais interiores e pensamentos secretos o autor destaca a importância de buscar o significado e os sentidos ocultos da cultura organizacional no inconsciente daqueles que fazem parte dela, uma vez que, segundo Freud, a essência da sociedade é a repressão ao indivíduo e a essência do indivíduo é a repressão a si próprio. Nesta perspectiva, o texto apresenta a relação do inconsciente com asexualidade, em que mostra a relevância de certas experiências na infância nas chamadas fases da sexualidade para explicar o comportamento na vida adulta. O exemplo utilizado é de Frederick Taylor que se enquadra na personalidade anal-compulsiva, porque sua personalidade refletia experiências de aprendizado e posterior repressão da fase anal, que, segundo Freud, ajudam a explicar sua mania pelaorganização, pela regulação, controle e planejamentos meticulosos. A esse tipo de personalidade é associado também o Modelo Burocrático de Organização, que se entende por um modelo anal, já que é formado por processos que controlam o corpo e a disciplina e o controle são comportamentos dominantes. O texto enumera ainda outras explicações sobre os modelos e tipos organizacionais sob a abordagem dasexualidade reprimida e salienta que seus efeitos vão além das características pessoais de cada indivíduo porque as empresas institucionalizam nas suas estruturas inquietações inconscientes e culturas organizacionais.

Organização e a Família Patriarcal

Alguns críticos o modelo freudiano sugerem ser necessário tentar entender as organizações como uma expressão do patriarcado. Segundo os seus pontos...
tracking img