Ahaha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A mulher- Fagundes Varela
A mulher sem amor é como o inverno
Como a luz das antélias no deserto
Como o espinheiro de isoladas fragas
Como das ondas o caminho incerto

A mulher sem amor éMancenilha
Das ermas plagas sobre o chão crescida
Basta-lhe à sombra repousar um'hora
Que seu veneno nos corrompe a vida

De eivado seio no profundo abismo
Paixões repousam num sudário eterno
Não hácanto nem flor, - não há perfumes
A mulher sem amor é como o inverno

Su'alma é um alaúde desmontado
Onde embalde o cantor procura um hino
- Flor sem aromas, - sensitiva morta
- Batel nas ondasa vagar sem tino

Mas se um raio do sol tremendo deixa
Do céu nublado a condensada treva
A mulher amorosa é mais que um anjo
- É um sopro de Deus que tudo eleva

Como o árabe ardente e sequiosoQue a tenda deixa pela noite escura
E vai no seio de orvalhado lírio
Lamber a medo a divinal frescura

O poeta a venera no silêncio
Bebe o pranto celeste que ela chora
Ouve-lhe os cantos, -lhe perfuma a vida
- A mulher amorosa é como a aurora

O poema idealiza a mulher, mostrando que sem o amor ela não é nada. Em certas estrofes, ela é comparada com o “inverno”: fria e triste. Porém, a“mulher amorosa” é como a aurora: sempre iluminada

XXXI
A MEU AMIGO D. J. G. DE MAGALHÃES
Como é bela a Natura!
Pode o parto de um gênio em febre intensa
Rivalizar tais cenas?
Ver das águas aqueda ruidosa
Deslizar entre seixos, formando
De cristal mil festões, que se esmaltam
Da palheta do íris, pintando
Retab’los, onde o toque da mão mestra
Em matiz variado delineia
Sucessivasbelezas, como a idéia,
Que outra idéia desperta, vinculando
Das sensações o quadro reanimado;
Onde terna saudade em ledo arroubo,
Volteia esperançosa
Sobre as asas divinas da memória,
Que em seugrêmio renova eras passadas;
Misteriosa fênix de nossa alma!
Propércio e Cíntia,
Catulo, Horácio,
Mecenas, tudo
Do antigo Lácio
Patente sobre as ruínas vejo errarem,
Como nuvens de fósforo...
tracking img