agrimensura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1371 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC

CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA






ROBSON FERNANDES MORO
JORGE LUIZ OLIVO
EDGAR PIACENTINI ROSSO







RESENHA
















CRICIÚMA, MAIO DE 2014.
UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC

CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA







ROBSON FERNANDES MORO
JORGE LUIZ OLIVO
EDGARPIACENTINI ROSSO







SIG NA GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA






Trabalho apresentado à disciplina de SIG, ministrada pelo Professor NILZO.
Fase: Nona










CRICIÚMA, MAIO DE 2014.

1 SIG NA GESTÃO ILUMINAÇÃO PÚBLICA­­



A utilização de georreferenciamento da iluminação pública é possível através do desenvolvimento dos sistemas SIG (Sistemas de InformaçõesGeográficas), que podem ser definidos como um sistema constituído por um conjunto de programas computacionais, o qual integra dados, equipamentos e pessoas com o objetivo de coletar, armazenar, recuperar, manipular, visualizar e analisar dados espacialmente referenciados a um sistema de coordenadas conhecido (FITZ, 2008).
O SIG aplicado na gestão da iluminação publica tem o objetivo de garantir aeficácia de todos os recursos disponibilizados pela organização a fim de se atingir todos os objetivos pré-determinados, consiste também nos procedimentos necessários para a manutenção do parque de iluminação pública de forma satisfatória.
Muitos municípios ainda não possuem um levantamento do seu parque de iluminação pública, ou possuem um cadastro não atualizado adequadamente, isto acaba gerandodificuldades para o levantamento de materiais a serem utilizados na manutenção, além de ser mais difícil para a concessionária de energia elétrica fazer o levantamento de carga de iluminação pública e chegar ao total da energia consumida.
O software de gestão de iluminação pública permite a visualização do total de pontos luminosos cadastrados do Município. Uma dificuldade geralmente encontradaanteriormente ao cadastro é aferir se a fatura de iluminação que enviada à Prefeitura todos os meses esta condizente com a realidade.
Após o cadastro, é possível afirmar com elevado grau de precisão, qual é o parque de iluminação pública existente. Atualmente, várias empresas oferecem este tipo de serviço, com a adoção de sistemas distintos.
Usualmente, as empresas de eletrificação cobram dasprefeituras por ponto luminoso instalado no parque. Como, antes do inventário e cadastro dos pontos, a Administração Municipal não tem ciência da quantidade exata de pontos luminosos existentes, o pagamento é feito pelo numero de pontos luminosos conforme o levantamento realizado apenas pela concessionária de energia, que ainda prevê um crescimento anual.
Outra dificuldade bastante comum dosadministradores municipais está relacionada ao atendimento de solicitações para reparos na Iluminação Pública. Sem nenhuma identificação, o solicitante é obrigado a localizar o ponto luminoso com defeito através da numeração predial. Mas quando não há numeração predial, ou o ponto defeituoso está localizado na área rural, por exemplo, fica quase impossível a solicitação. Isto resulta na necessidade de enviode uma equipe de manutenção no período noturno, ou mesmo a realização de uma vistoria à noite com a realização de alguma marcação no poste que está com o sistema de iluminação pública defeituosa. Mas com a identificação dos pontos, o atendente apenas solicita ao munícipe o código de identificação do ponto luminoso e faz a busca no sistema, que exibe um mapa com a localização de todos os pontos eo nome das ruas no entorno.
A utilização de um sistema georreferenciado de IP da possibilidade de vinculação de material ao ponto luminoso. Pode-se gerar um código de barras para o material que sai do almoxarifado e, quando da execução da ordem de serviço em campo, o eletricista deve informar, seja através de PDA’s, notebooks ou mesmo ordem de serviço impressa, o código de barras do material...
tracking img