Aglomerantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1980 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro de Ensino Superior e Desenvolvimento - CESED Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas - FACISA Curso: Tecnologia em Construção de Edifícios Aluno: Fábio Jones de Brito Cavalcanti DATA: 22 de Fevereiro de 2012 Componente Curricular: Materiais da Construção II - 2012.1 Professor (a): Fábio Remy Assunto: Aglomerantes

1. Com base nos conceitos expostos na aula: Formule um conceito paraAglomerantes e análise criticamente a história dos aglomerantes ao longo do tempo, fazendo uma projeção para o presente e futuro desse Material de Construção. R. Partindo de material ativo e ligante, pulverulento, sua utilização é em geral para formar uma pasta que faz a união entre as partes a serem agregadas. Em geral são utilizadas na obtenção das argamassas e concretos, porém podem ser utilizadosem onde a necessidade de obtenção de pasta seja a necessidade, pode-se obter também a nata. Pastas são mistura aglomerantes com água, são pouco usadas devido a seus efeitos causados pela retração, podem ser usados em rejuntamentos de azulejos e ladrilhos. Natas são pastas preparadas com muita água, o exemplo claro é a nata de cal que são utilizadas em pinturas e as de cimentos sobre argamassas.Podemos considerar que o primeiro conceito de aglomerante que surgiu é do século II AC. O aglomerante tem espaço desde que o homem teve a necessidade de fortalecer suas edificações e ou fechamento de espaços em união de dois materiais. Para o futuro podemos prever que teremos aglomerantes com fáceis utilizações e praticidade, Onde os mesmos não apresentaram retrações e com curas rápidas e sem altastemperaturas. 2. Analise criticamente todas as etapas do processo de solidificação dos aglomerantes, detalhando-os e mostrando a importância para Construção de Edifícios? R. Por reações químicas, por secagem (cura natural), a solidificação muito rápida pode trazer sérios problemas de qualidade final, quanto à solidificação natural perdemos muito tempo em acabamento final, por isso a dosagem e aempregabilidade dos aglomerantes tem que ter critérios bem específicos, principalmente em casos em que a espessura do material aplicado em barragens ou em outros tipos de edificações o calor provocado quimicamente tem que ser contido com aguagem natural ou com água resfriada por Chillers. 3. Quais os aglomerantes mais comuns? Analise cada, detalhando quais as aplicações e exemplificando-os. RCalcário– Após decomposição térmica pode obter a cal, elaboramos argamassas, pinturas, utilizamos na indústria cerâmica, siderúrgicas, indústria farmacêutica, agricultura, pode ser utilizada para separar a escória, celulose e papel, alumínio, tratamento de água, misturas asfálticas. Argila – Geralmente estável, nas condições termodinâmicas e geoquímicas, por sua plasticidade enquanto tem uso em váriossetores e de extrema dureza depois de cozida a mais de 800º, caulinos, bentonitas, argilas refratárias, terra fuller.

Argila natural – Extraída limpa, que pode ser utilizada em seu estado natural. Argila refratária – Tem a qualidade de resistência ao calor. Caulim ou argila da china – Utilizada para fabricação de porcelanas. Argila de bola – Plástica de cor azulada ou negra, alto grau decontração na queima quanto na secagem natural. Muito pegajosa, adicionada a cerâmica para melhorar a plasticidade e a tenacidade, vitrifica a 1.300º. Argila para grês – De característica de grão fino, plástica, sedimentária e refratária, vitrificam entre 1.250º e 1.300 º. Após a queima pode mudar de cor entre o vermelho e o rosado. Argila vermelha – Plástica com alto teor de ferro resiste a 1.100º.Bentonite – Característica vulcânica, muito plástica, contém mais sílica que alumínio, origem de cinzas vulcânicas, com aparência e tato gorduroso, aumenta entre 10 e 15% ao entrar em contato com a água, funde a 1.200º. Argila expandida – produzida em fornos rotativos, utilizando argilas especiais, é transformada em um produto leve a 1.100º, de elevada resistência mecânica, ao fogo, ambientes ácidos...
tracking img