Adriana fieldman

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1259 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sexta-feira, 26 de setembro de 2003

DIÁRIO DO GRANDE ABC

3

A educadora Adriana Friedmann fala sobre a importância das atividades lúdicas e das brincadeiras dentro da escola

Ela diz que as crianças se expressam ao brincar, mas que o professor nem sempre consegue perceber isso

A importância de brincar
brincadeira é uma linguagem natural da criança e é importante que esteja presentena escola desde a educação infantil para que o aluno possa se colocar e se expressar através de atividades lúdicas – considerando-se como lúdicas as brincadeiras, os jogos, a música, a arte, a expressão corporal, ou seja, atividades que mantenham a espontaneidade das crianças. A argumentação é da professora de pósgraduação, educadora e escritora Adriana Friedmann. “As brincadeiras são linguagensnão verbais, nas quais a criança expressa e passa mensagens, mostrando como ela interpreta e enxerga o mundo”, afirma. Segundo Adriana, o professor, de maneira geral, não está preparado para lidar com a presença das brincadeiras dentro da escola. Para ela, neste momento, o processo de formação do educador não oferece uma orientação pedagógica para essa consciência de que a criança precisa se colocarno mundo através da linguagem dela. “A criança fala de forma mais espontânea, enquanto o professor tem muito medo de perder o controle. Ele acha que se não ensinar algo específico, não controlará os estudantes. Mas as atividades lúdicas revelam e apóiam o desenvolvimento do aluno. O professor precisa tomar conhecimento disso e não exercer uma pressão que ignore a fase do faz-de-conta, do brincare dançar. Normalmente, são atribuídas responsabilidades muito precoces aos alunos. Assumir as brincadeiras na escola é uma postura que pede muita reflexão aos educadores.”

A

Adultos e crianças usam a brincadeira com significados diferentes, afirma a educadora. “O adulto não se solta tanto. Por isso, o jogo do adulto é diferente, mais complexo e político. Às vezes, é um hobby. Mas seria muitosaudável se os pais se soltassem mais com os filhos na hora de brincar e jogar com eles.”

Dentro da escola
Na escola, Adriana acredita ser possível o professor se soltar e trabalhar os jogos como forma de difundir os conteúdos. Para isso, são necessários três pontos fundamentais: vivência, percepção e sentido, reflexão em cima da vivência. Ou seja, o educador precisa selecionar situaçõesimportantes dentro da vivência em sala de aula; perceber o que sentiu, como sentiu e de que forma isso influencia o processo de aprendizagem; além de compreender que no vivenciar, no brincar, a criança é mais espontânea. “Sem dúvida, os conteúdos podem ser trabalhados com o uso do jogo. A criança pode trabalhar ou fixar um conteúdo com a

atividade lúdica. Mas, para isso, o jogo é uma dasestratégias e não a única”, afirma. Ela também esclarece que o trabalho com brincadeiras deve ser realizado de maneira diferente nos ensinos infantil e fundamental. “No fundamental é mais formal, voltado para as vivências curriculares. É mais fácil para o professor do infantil falar de brincadeiras, enquanto o educador do fundamental precisa de mais estratégia.” Para ela, no estado de São Paulo, inclusive nointerior, há escolas públicas realizando trabalhos interessantes, nos quais os professores se abrem dentro das atividades lúdicas. “É um trabalho lento, que necessita de reciclagem contínua.”

Formação
O primeiro passo para se trazer o lúdico, a brincadeira para dentro da escola, de acordo com a escritora, é uma reunião onde os educadores resgatem a própria infância, a memória. “Do quebrincavam, como brincavam, lembrarem-se de uma figura especial. É um momento de humanizar as relações, de resgatar o sentimento e lembrar como eles eram e o que sentiam quando viviam o momento que as crianças, seus alunos, estão vivendo agora. Todo muito foi criança e teve essa vivência”, diz. Além disso, de acordo com Adriana, há grupos de informações e formação que podem ser procurados por quem se...
tracking img