Administradora

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Miolo no mercado de vinhos da China

www.espm.br/centraldecases

A Miolo no mercado de vinhos da China

Preparado por Prof. Dr. Diego Pautasso, da ESPM-Sul. Recomendado para as disciplinas de: Relações Internacionais e Negócios Este caso foi escrito inteiramente a partir de informações cedidas pela empresa e outras fontes mencionadas no tópico “Referências”. Não é intenção do autoravaliar ou julgar o movimento estratégico da empresa em questão. Este texto é destinado exclusivamente a estudo e discussão acadêmica, sendo vedada a sua utilização ou reprodução em qualquer outra forma. A violação aos direitos autorais sujeitará o infrator às penalidades da Lei. Direitos Reservados ESPM. Maio 2012

www.espm.br/centraldecases

RESUMO
Este estudo de caso aborda os desafiosiniciais da Miolo Wine Group (MWG) na sua inserção no mercado de vinhos da China. Este segmento do mercado chinês proporciona, como os demais, algumas surpresas, mas, sobretudo, oportunidades. Apesar do desconhecimento reinante sobre o setor de vinhos na China, a Miolo, no projeto Wines from Brazil da APEX resolveu desbravar este mercado e já colhe seus primeiros frutos.

PALAVRAS-CHAVE
China; Vinhos;Miolo.

| Central de Cases

3

APRESENTAÇÃO
A Miolo Wine Group (MWG) é a maior empresa fabricante de vinhos do Brasil. Diante do processo de internacionalização da empresa, como a Miolo pode enfrentar os desafios do mercado chinês? Trata-se, sem margem para dúvidas, de um lado, de um mercado grande e dinâmico e, de outro, ainda pouco explorado no setor de vinhos, bem como repleto departicularidades culturais. Qual a melhor formato de ingresso da Miolo nesse mercado de vinhos da China?

BREVE HISTÓRICO DA MIOLO
A origem da Miolo remonta ao ciclo de imigração italiana para o Brasil, cujo ápice foi o último quartel do século XX. No Rio Grande do Sul, esta imigração constituiu a base de uma pequena produção mercantil que deu origem às dinâmicas agroindústrias e indústrias daregião serrana gaúcha. No caso da Miolo, a família trabalha a viticultura desde 1897, quando da aquisição do lote pelo patriarca Giuseppe Miolo. Todavia, a empresa passou a ter produção comercial da bebida somente em 1990, quase um século depois. De uma pequena empresa familiar com produção de menos de 8 mil garrafas, hoje a empresa tem cerca de 40% de market share dos vinhos finos nacionais entreempresas vinícolas brasileiras. O salto da empresa deu-se na última década, quando investiu cerca de R$ 120 milhões em aquisições, produção, distribuição e promoção dos produtos. Em 2006, quando tornouse Miolo Wine Group (MWG), já havia se configurado como uma empresa de dimensões internacionais. Atualmente, são mais de 100 produtos, somando os projetos nacionais e aqueles decorrentes de joint venturesinternacionais. No Brasil, são seis projetos em cinco regiões vitivinícolas brasileiras: Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos, RS), Seival Estate (Campanha, RS), Vinícola Almadén (Campanha, RS), RAR (Campos de Cima da Serra, RS), Lovara Vinhas e Vinhos (Serra Gaúcha, RS) e Vinícola Ouro Verde (Vale do São Francisco, BA). Fora do país, são seis acordos de joint ventures: no Chile, com a CostaPacífico; na Espanha, com a Osborne; na Argentina, com a Los Nevados; na França, com a Henry Marionnet; e na Itália, com as vinícolas Podere San Cristoforo e Giovanni Rosso (MIOLO, 2011). Para ilustrar o crescimento e as dimensões da MWG, em 2009, seu faturamento foi de R$ 95 milhões, 32% acima daquele alcançado em 2008. E o projeto da empresa é de realizar outro salto nesta década: em 2010, a MWG possuia1,2 mil hectares de vinhedos plantados e produção de 12 milhões de vinhos/espumantes e de 100 mil litros de destilados; já a projeção para 2020 é alcançar a soma de 2 mil hectares plantados e produção de 20 milhões de litros de vinhos/espumantes e de 1 milhão de litros de destilados (ENTREVISTA, 2011). Seria um crescimento de 66% na área plantada e na produção e de 10 vezes na produção de...
tracking img