Adm. est. de caso-sustentabilidade-iergs-2012

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6291 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AGUIDA LUIZA BERNAR BOEIRA;
OLIVIA SILVA DOS SANTOS;
ROMÁRIO RODRIGUES DA CRUZ;
VANESSA AMARAL FONTES.


SUSTENTABILIDADE
Sustentabilidade: Gerenciamento de resíduos, economia do papel, aproveitamento água, uso racional da energia, educação sócio-ambiental.

Trabalho de Graduação apresentado como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração, PráticaMódulo II, no Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI.






Orientador (a): Maria de Fátima Oliveira













Porto Alegre
2012
SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO 4
2 JUSTIFICATIVA 5
3 OBJETIVO GERAL 6
4 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 6
5 METODOLOGIA 7
5.1 O primeiro passo 7
5.2 O segundo passo 7
5.3 O terceiro passo 7
5.4 O quarto passo 7
5.5 O quinto passo 8
5.6 OSexto passo 8
5.7 O sétimo passo 8
5.8 O oitavo passo 8
6 CRONOGRAMA 9
7 DIAGNÓSTICO 9
7.1 O lixo 9
7.2 O papel 10
7.3 A água 12
7.4 A energia 13
8 SUGESTÕES PARA MELHORIAS 15
8.1 O lixo 15
8.2 O papel 16
8.3 A água 18
8.4 A energia 20
8.5 Educação Ambiental 23
9 CONCLUSÃO 23
10 PARA MEDITAR 25
REFERÊNCIAS 26


RESUMO
Com o objetivo de contribuir com a instituição IERGS, e coma sociedade viemos através deste trabalho, abordar a importância da sustentabilidade, nesta direção falaremos, da gestão de resíduos sólidos, a racionalização do papel, consumo aceitável de água e emergia elétrica e principalmente de um novo paradigma na conscientização dos educandos, professores e colaboradores da Faculdade em relação à importância da sustentabilidade.

Palavras-chave:Sustentabilidade, Gerenciamento, Resíduos Sólidos, papel, água, energia, educação sócio-ambiental, IERGS.
1 INTRODUÇÃO
O mundo está em grandes transformações ambientais, a humanidade tem se mostrado preocupada com os rumos que nosso planeta tem tomado em relação á falta de compromisso de governos e instituições com nosso meio ambiente. A fome, a escassez dos recursos e ascatástrofes naturais são apenas uma resposta de nosso planeta ás constantes agressões que vem sofrendo, segundo A CÚPULA DOS POVOS NA RIO+20 :
A defesa dos espaços públicos nas cidades, com gestão democrática e participação popular, a economia cooperativa e solidária, a soberania alimentar, um novo paradigma de produção, distribuição e consumo, a mudança da matriz energética, são exemplos dealternativas reais frente ao atual sistema agro-urbano-industrial.
A defesa dos bens comuns passa pela garantia de uma série de direitos humanos e da natureza, pela solidariedade e respeito às cosmovisões e crenças dos diferentes povos, como, por exemplo, a defesa do “Bem Viver” como forma de existir em harmonia com a natureza, o que pressupõe uma transição justa a ser construída com ostrabalhadores/as e povos.(Declaração Final da Cúpula dos Povos Rio+20, 2012).

Apesar das mobilizações que tem ocorrido em todo o mundo, ainda observamos uma certa “hipocrisia” ou falta de conhecimento/comprometimento coletivo e individual para com o desenvolvimento sustentável, não adianta o mundo discutir questões ambientais se as práticas individuais não forem redirecionadas. Neste contexto torna-senecessário a participação de instituições acadêmicas na busca pela conscientização micro e macro social colaborando com o surgimento de uma nova visão sobre o desenvolvimento sustentável, onde cada um seja orientado, instruído e conscientizado sobre seu papel diante das práticas ambientais, um novo conceito eco pedagógico.
Diante deste paradigma observamos a falta de um projeto de gestão sustentável eprincipalmente de gerenciamento de resíduos por parte da instituição (IERGS) em relação ao descarte e manuseio dos resíduos sólidos, gerados no decorrer de suas horas de atividades, a falta de manutenção e o desgaste em equipamentos de fornecimento de produtos de primeiras necessidades, bem como a falta de políticas sustentáveis para a economia energética, são alguns dos fatores que...
tracking img