Ad conflito neg processo decisorio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1165 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul
Campus Virtual


|[pic] |Atividade de avaliação a distância (AD) |


Disciplina: Conflito, Negociação e Processo Decisório
Curso: Administração Pública
Professor: André Luiz Pretto
Nome do aluno:
Data: 05 MAIO 2012

Orientações:
▪ Procure o professor sempre que tiver dúvidas.
▪Entregue a atividade no prazo estipulado.
▪ Esta atividade é obrigatória e fará parte da sua média final.
▪ Encaminhe a atividade via Espaço UnisulVirtual de Aprendizagem (EVA).


1) Realize o mapeamento do conflito abaixo relatado de acordo com a metodologia denominada “mapeamento de conflitos”, identificando cada uma de suas etapas e respondendo seus questionamentos conformeconsta da Unidade 1 do livro didático. (Valor da questão: 8,0 pontos)

Relato do conflito:
Após a emancipação do Município X, em abril de 2004, situado na região serrana de determinado Estado, iniciou-se um gradual processo de crescimento da economia local. Por se tratar de região privilegiada pela natureza exuberante, fazendo parte da Serra Geral na divisa com a Cidade Y, vários investimentos vêmsendo efetuados na área turística, aumentando a quantidade de pousadas e hotéis fazenda. Em virtude disso, houve crescimento no fluxo de turistas na região, fazendo com que o comércio local crescesse e aumentasse a oferta de empregos. Diante das oportunidades de emprego advindas do crescimento do Município e pretendendo o aumento da renda familiar, muitas trabalhadoras conseguiram emprego,entretanto não têm como deixar os filhos pequenos e nem possibilidade de pagar alguém para cuidá-los, surgindo, a necessidade de um local apropriado para seus filhos ficarem enquanto trabalham. Sabe-se, não faz muito tempo somente o homem trabalhava para sustentar a família, cabendo a mulher os cuidados da prole e da casa. Portanto, com o ingresso das mulheres no mercado de trabalho tornou-se necessáriaa existência de creches gratuitas para atender a comunidade carente. Em decorrência criou-se um conflito entre a Municipalidade, que alega não dispor de recursos para a construção imediata de creches, mas que vai buscar junto ao Governo Federal, e a comunidade carente que exige solução para o exercício de seus direitos. Foram realizados debates na Câmara Municipal de Vereadores com as partesenvolvidas, reuniões no Conselho Municipal de Educação e audiências públicas, na tentativa de resolver este conflito, todavia ainda não houve solução.

R: Etapa 1:
As partes envolvidas?
Primeira Parte: Município X, por não dispor de recursos para a construção imediata de creches.
Segunda Parte: Mulheres que trabalham fora e Comunidades Carentes que precisam de local apropriado para seus filhosficarem enquanto trabalham.
Terceira Parte: Governo Federal, em que a Primeira Parte recorreu para a aquisição de recursos.
Partes Intermediárias Diretas: Câmara Municipal de Vereadores, Conselho Municipal de Educação.
Partes Intermediárias Indiretas: Pousadas, Hotéis Fazenda e o comércio local que precisa de trabalhadores, e, o processo de crescimento da economia local.
Quem está diretamenteenvolvido no conflito? As mulheres das Comunidades Carentes que trabalham fora.
Quem não está potencialmente afetado? A Câmara Municipal de Vereadores e Conselho Municipal de Educação.

Etapa 2:
Quais são as posições das partes envolvidas? A Municipalidade, que alega não dispor de recursos para a construção imediata de creches, mas que vai buscar junto ao Governo Federal. A comunidade carente queexige solução para o exercício de seus direitos.

Etapa 3:
O que está por trás dos objetivos? O aumento da renda familiar das trabalhadoras.
O que as partes realmente dizem que querem? Um local apropriado para seus filhos ficarem enquanto trabalham, isto é, a existência de creches gratuitas para atender a comunidade carente.

Etapa 4:
Onde o conflito se situa? No Município X.
Qual o...
tracking img