Aborto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2861 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE XXXXXXXXXXXXXX











ABORTO











Docente: _______________________

Discentes: __________________________













São Paulo, SP

Abril 2010

SUMÁRIO



Introdução ..............................................................................Abortamento...........................................................................
Aborto Espontâneo.................................................................
Aborto Provocado...................................................................
Conseqüências.......................................................................
Pesquisas...............................................................................Histórico Moral e Legal do Aborto..........................................
Direito Brasileiro.....................................................................
Deontologia Profissional Dos Médicos...................................
A Questão Ética......................................................................
Princípios Morais da Saúde Pública e o Aborto......................Discussão................................................................................
Conclusão................................................................................
Referências Bibliográficas.......................................................
















INTRODUÇÃO

Os temas do aborto legal e do aborto por anomalia fetal são questões no topo da agenda de saúde pública, mas raramente constituemobjetos de estudos sistemáticos com evidências. A escassez de estudos com evidências não permitiu a inclusão de ambos nas seções temáticas, muito embora tenham dominado o debate sobre aborto nos últimos cinco anos no Brasil.
Do ponto de vista de sua causa, classifica-se o abortamento em dois tipos principais: espontâneo e provocado.
Uma das grandes conquistas da medicina moderna é a drásticaredução nos índices de abortamento espontâneo, graças sobretudo a uma política preventiva.
A instituição do acompanhamento pré-natal, em que periodicamente se avaliam aspectos da saúde da mãe, importantes para o desenvolvimento do feto, tem papel central nessa política.
Toda mulher em processo de abortamento, inseguro ou espontâneo, terá direito a acolhimento e tratamento com dignidade no Sistema Únicode Saúde (SUS). É o que garante a Norma Técnica de Atenção Humanizada ao Abortamento, criada pelo Ministério da Saúde em 2004. A iniciativa teve como base estatísticas que revelam as complicações decorrentes de abortos inseguros como a quarta causa de morte materna no País.
Em alguns países de primeiro mundo como a Alemanha e Estados Unidos, o aborto é liberado. Ao proibirem o abortamento, acabaminduzindo milhares de mulheres a recorrerem á clínicas clandestinas privadas, onde muitas vezes são submetidas a métodos anti-higiênicos. Algumas morrem e grande parte delas chegam de urgência aos hospitais. Sendo assim, o aborto se apresenta como um problema ético da saúde pública.







ABORTAMENTO

Abortamento é a interrupção da gravidez antes que o feto se torne viável, ou seja, antes quecondições de vida extra-uterina. O processo é também chamado aborto, embora em termos científicos esta palavra designe o resultado da ação. A viabilidade é usualmente definida em termos de duração de gravidez e /ou peso do feto. Tradicionalmente, considerava-se que ocorria abortamento quando o feto era expulso com menos de 28 semanas de gestação e pesando menos de um quilo. Só além desses limiteshaveria nascimento prematuros. No entanto os avanços científicos reduziram progressivamente esses limites, em particular mediante o aperfeiçoamento dos métodos de tratamento intensivo dos prematuros.
O abortamento pode ser classificado em dois tipos principais: espontâneo e provocado.






















ABORTO ESPONTÂNEO



Entende-se por espontâneo o abortamento ocorrido em conseqüência de...
tracking img