Aaaaaaaaaa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2342 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A VISITA INSTITUCIONAL COMO INSTRUMENTO TÉCNICO-OPERATIVO DO SERVIÇO SOCIAL NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ1

RESUMO
O trabalho propõe-se a apresentar a visita institucional como um dos instrumentos técnico-operativos de que dispõe os Assistentes Sociais do Ministério Público do Estado do Paraná para viabilizar a sua intervenção na realidade. Inicia conceituando e contextualizando a profissãonum dado modelo de sociedade, apresentando também quais são os valores que orientam a profissão naquela instituição. Em seguida discute o que é e para quê serve o estudo social. Aborda-se finalmente o conceito de visita institucional, apresenta-se possíveis objetivos a serem alcançados com o emprego deste instrumento e descreve-se com algum grau de detalhamento quais são as etapas que devem serobedecidas – não de maneira fechada e estanque – na realização de uma visita institucional.

INTRODUÇÃO

O serviço social é uma especialização do trabalho coletivo, inserido na divisão sóciotécnica do trabalho, cujo produto expressa-se sob a forma de serviços. Tem um papel na produção e reprodução das relações sociais capitalistas. A prática profissional do assistente social deve ser pensadacomo trabalho e o exercício profissional deve ser visto como processo de trabalho, que tem como matéria prima a questão social, como meios de trabalho o conhecimento e as habilidades adquiridos pelo assistente social e como produto a prestação de serviços e o atendimento social na viabilização do acesso à cidadania. No processo de trabalho do assistente social do Ministério Público do Estado doParaná (MPPR), atua-se com vistas às dimensões da competência teórico-metodológica, ídeopolítica e técnico-operativa. No âmbito do instrumental técnico-operativo validado no trabalho do Assistente

Social no MPPR, o esforço profissional direciona-se no sentido da valorização do ser humano,
1

PEREIRA, Heloise Elaine - Assistente Social.Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa doPortador de Deficiência POLLIS, Rosilene de Fátima - Assistente Social, Mestre em Administração de Empresas Turísticas e de Hotelaria (Universidade de Extremadura – Espanha). Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Idoso Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos do Idoso da Comarca de Curitiba. ROCHA, Marco Antonio da - Assistente Social, Especialista em Magistério Superior (UTP) e em Programasde Atendimento à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco (UFPR), Mestre em Serviço Social, Políticas Sociais e Movimentos Sociais (PUCSP). Centro de Apoio Operacional das Promotorias Criminais e de Execução Penal.

2

em detrimento da frieza do processo judicial ou do procedimento administrativo através do qual temos contato com os usuários. Assim, objetivamos que o estudo social querealizamos, quer junto a um usuário quer junto a seu segmento coletivizado, marque positivamente a sua passagem pelos rituais do mundo jurídico. Neste sentido, nossos instrumentais não se diferem muito daqueles largamente empregados pela categoria em outros campos de atuação: observação, entrevista, visita domiciliar, visita institucional, elaboração da documentação em relatórios e pareceres,articulação com redes de recursos sociais, entre outros.

A VISITA INSTITUCIONAL COMO INSTRUMENTO TÉCNICO-OPERATIVO

Neste documento, pretende-se tratar da visita institucional enquanto instrumento (aqui entendido como conjunto de recursos ou meios que permitem a operacionalização da ação profissional) técnico-operativo do serviço social, que veio sendo apropriado e desenvolvido de maneira peculiarno processo de trabalho do Assistente Social do MPPR. Segundo MIOTO (2001, p. 146), o assistente social ao realizar um estudo social - na maioria das vezes por solicitação de outros profissionais ou por autoridades das mais diferentes áreas (como do Ministério Público no caso) - o utiliza como um instrumento para conhecer e analisar a situação vivida por determinados sujeitos2 ou grupo de...
tracking img