004642472534

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2408 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro de Ensino Superior do Amapá- CEAP
Curso de Arquitetura e Urbanismo


NATACHA KLARE CAMBRAIA DE CASTRO DIAS
NATHÁLIA OLIVEIRA RODRIGUES
PAULO GUIMARÃES





LEVANTAMENTO HISTÓRICO-SOCIAL DO BAIRRO DO BEIROL E VILA DO MUCAJÁ






"A arquitetura não se apóia em verdades, mas sim em convicções" (Hélio Piñon)









NATACHA KLARE CAMBRAIA DE CASTRO DIASNATHÁLIA OLIVEIRA RODRIGUES
PAULO GUIMARÃES





LEVANTAMENTO HISTÓRICO-SOCIAL DO BAIRRO DO BEIROL E VILA DO MUCAJÁ












INTRODUÇÃO
História de Bairro Beirol
Historicamente, em 29.11.1964 o Padre Agelo Bubani benze e celebra a 1ª Missa na 1ª Capela do Bairro do Beirol que o Padre Franco De Benedetti acabara de construir, aproveitando madeira e telhas da desativada Capela deSanta Terezinha da "Fazedinha de Fora" (Marco Zero).
Os trabalhos tinham sido iniciados a 14.06.1964 com o levantamento de um Cruzeiro no lugar da Capela. Ela foi construída em madeira tanto nas paredes como no assoalho e sua primeira cobertura foi de telhas de barro.
A denominação deste bairro origina-se de um antigo paredão existente ali, no final do século passado. O paredão servia dereferência para que os artilheiros da Fortaleza de São José praticassem o tiro-ao-alvo, usando os centenários canhões da fortificação.

A crônica da época conta que o padre Gregório Álvares da Costa, terceiro vigário de Macapá, destacava-se como exímio artilheiro nestes exercícios. A ele competia dar lições de tiro e de arte militar aos soldados da fortaleza. Os exercícios de tiro-ao-alvo eram praticadosnos dias santificados e nas datas cívicas.
Logo após a instalação do governo do Território Federal do Amapá, em 25 de janeiro de 1944, foi construído, na capital, no lugar que ainda não se chamava Beirol, o Núcleo Penal do Beirol. Assim desfaz-se o comentário tradicional de que o bairro tivesse se originado do presídio que se constituiu no primeiro presídio (oficial) de Macapá.

Situado ondefica a área da antiga FCRIA e atual CESEM

No bairro encontravam-se a maioria das estações transmissoras das emissoras de rádio e televisão do Amapá e as antenas da Embratel.
Atualidade sobre o bairro
O bairro do Beirol, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem uma população de aproximadamente 8700 moradores. Um dos problemas que atinge o bairro é a falta de umaescola com ensino médio, já que tem um grande número de jovens, que tem que se deslocar para outros bairros para estudar. O grande problema mesmo do bairro é a obra paralisada a mais de um ano do canal, que atravessa o bairro.

Pontos Importantes

Igreja São Pedro

Principais ruas e avenidas

Av. Timbiras

Rua Leopoldo Machado
Devido o maior tráfego, atualmente é uma das vias desaída da cidade, com mão única.

Complexo do Araxá e Sede Campestre do SESC.O SESC Amapá, desde a sua implantação (1977), vem atuando nas áreas de educação, cultura, lazer e assistência no Bairro.

Habitação de Interesse Social do Mucajá

Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Amapá




Habitação de Interesse Social do Mucajá
Abiko (1995) defende que “a habitação popular nãodeve ser entendida meramente como um produto e sim como um processo, com uma dimensão física, mas também como resultado de um processo complexo de produção com determinantes políticos, sociais, econômicos, jurídicos, ecológicos, tecnológicos”. Neste conceito, o autor propõe que a habitação não se restringe apenas à unidade habitacional, para cumprir suas funções. Assim, além de conter um espaçoconfortável, seguro e salubre, é necessário que seja considerada de forma mais abrangente.

A antiga Vila do Mucajá situava-se no bairro Santa Inês, no Município de Macapá. A área localiza-se em um declive, com habitações em toda sua extensão. Inexiste, no local, qualquer espécie de saneamento básico ou infraestrutura mínima para a população. Foram iniciadas, durante o ano de 2007, as obras de...
tracking img