o trafico de escravo

Páginas: 9 (2109 palavras) Publicado: 1 de julho de 2014
Introdução
No âmbito da disciplina de Historia, abordarei sobre a consequências do Tráfico de Escravos. O tráfico de escravos era uma das formas de comércio, altamente lucrativa, já exercida pelos mercadores fenícios. Nas sociedades mediterrâneas grega e romana, os escravos constituíam um importante “artigo” comercial. Os indivíduos eram capturados em incursões noutros territórios, nas guerrasou vendidos pela aristocracia tribal. Os seres humanos, incluindo crianças, eram negociados nos mercados como animais ou qualquer outra mercadoria. Em alguns centros de comércio havia mercados especiais de escravos.






























DESENVOLVIMENTO
Tráfico de escravo
No início do transporte de escravos para o Novo Mundo, eram utilizadas vários tipos deembarcações, desde charruas à caravelas, com arqueações também variáveis de 100 à 1000 toneladas. Entretanto, com o passar do tempo, o tráfico foi empregado embarcações mais específicas. Passando de naus de apenas uma cobertura (neste caso os escravos eram transportados nos porões dos navios), para nausde 3 coberturas permitindo uma distribuição dos escravos por categoria (homens, adultos,crianças, mulheres e grávidas). 

O tráfico experimenta ao princípio uma primeira fase reveladora da situação de alguns países europeus: Portugal, Espanha e também a Veneza. Esta última, apesar de professar a fé cristã, não carente da agressividade dos dois primeiros, não rejeitava absolutamente o emprego de escravos como criados, agricultores e inclusive gondoleiros.
Por outra parte, nos primeirostempos da invasão espanhola do Caribe, também os índios foram transportados à Espanha como escravos, mas sucumbiram rapidamente.
No entanto, este primeiro tráfico negreiro, por deplorável que fosse, não poderia ter ganho a mesma gravidade que a que seguiu. Mas teve como consequência que se inaugurasse a segunda onda de tráfico por meio da deportação de escravos africanos ao Haiti e Cuba, nãopartindo da África, mas de Espanha, onde eram empregados nos campos.
A mudança de escala a partir do momento em que as posses espanholas necessitavam mão-de-obra para as minas, trás o extermínio dos índios do Haiti, é um elemento determinante da mudança de relações entre os europeus, militares e traficantes estabelecidos em seus fortes e postos do litoral, os chefes de estado africanos.
Aparentemente,estas relações não são de tipo abertamente colonial. As potências negreiras se instalam com concessões outorgadas pelos quedetêm o poder local e sob certas condições, como se estivéssemos falando de um aluguer, o mesmo que lhes é concedido o direito ao tráfico de escravos em troca do que se chamam os 'costumes', uma espécie de imposto, variável segundo os lugares e as épocas.
Este intercâmbio éjá uma intercâmbio desigual, enormemente desigual. Os produtos com os que se paga o 'costume' -contas, telas, barras de ferro, álcool, fuzis- tem para os africanos o valor do uso, enquanto que calculado em função do valor de câmbio que reinava já na Europa, o seu valor em si é ridículo e mais ainda em relação com o valor de câmbio dos escravos, por não falar dos produtos proporcionados pela mão deobra escrava.

Nestes intercâmbios, os africanos são, de fato, estafados sob as aparências de um mercado de igual a igual. Isso não é ainda o mais grave.
As exigências dos negreiros, que vão aumentando sem parar, sobretudo quando se passa da necessidade de mão nas minas às plantações açucareiras e de outro tipo, geram uma profunda desestruturação de toda a vida política, económica e social damaior parte do continente, pois a caça da matéria-prima que virou o escravo (para o capitalismo europeu) vai deixando-se sentir cada vez mais longe, nas terras do interior.
As guerras vão multiplicar-se para assegurar o abastecimento de escravos e os postos negreiros não deixam de alimentá-las, proporcionando armas e fomentando intrigaspolíticas. Uns estados vão desintegrar-se, enquanto outros...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trafico de escravos
  • Trafico de escravos
  • Trafico de escravos
  • Trafico de escravo
  • A Era do Trafico de Escravo
  • Trafico de escravo
  • Trafico de escravos
  • Tráfico de escravos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!