a menina

Páginas: 2 (331 palavras) Publicado: 1 de abril de 2014
Era uma vez uma menina muito pobre que vivia no campo com a sua família, numa
casa isolada das outras. A casa situava-se junto à floresta onde havia vários animais eplantas. Está menina não sabia oque era ter roupas novas, ter uma refeição saudável
ou até mesmo frequentar a escola como as outras crianças da sua aldeia.
A sua casa estava junta àfloresta porque a sua família não tinha dinheiro para
comprar uma casa na aldeia . O seu pai, um homem muito honrado, era lenhador e a
sua mãe não trabalhava pois não tinhaestudos suficientes, o seu pai trabalhava até
não poder mais para tentar dar uma vida melhor para a sua única filha que sonhava
um dia vir a ser alguém importante no mundo.Um dia a menina passeava pela floresta e deu de caras com um senhor muito bem
vestido que estava a destruir a floresta para construir ali uns novos prédios. A menina,
muitoassustada, caiu num buraco que lá estava. Por sorte, o senhor era educado e
honesto e foi ver como estava a menina, ajudou-a a sair e levou-a a casa para junto
dos seus pais.Quando chegaram à humilde casa da menina, o senhor apercebeu-se
que era uma família muito pobre e com o que se tinha sucedido na floresta o senhor
quis de certa forma ajudara família. Depois dos pais conversarem com o senhor,
resolveram tudo e o senhor decidiu dar-lhes uma nova casa onde se estavam a
construir e algum dinheiro pois ficou a saberque a menina não andava na escola.
Depois de tudo o que de mal tinha sucedido na vida da menina, finalmente ela teve
uma oportunidade de poder ser normal e poder fazer o querealmente gostava de
fazer. No final, a menina cresceu e tornou-se uma médica que pode ajudar os pais tal
como eles a tentaram ajudar quando trabalhavam para o bem dela.

Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • as meninas
  • Menina
  • Menina
  • as meninas
  • Menina
  • A menina
  • Menina
  • meninas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!