A Economia do Pobre

Páginas: 9 (2064 palavras) Publicado: 13 de novembro de 2014
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.................................................................................4
2. A RESISTÊNCIA DOS TRABALHADORES À INDUSTRIALIZAÇÃO....................................................................5
3. A VISÃO GERAL E AGURMENTAÇÃO DE THOMPSOM SOBRE SOCIALISMO, CAPITALISMO E OUTILITARISMOS.............................................................................5
4. UMA CRÍTICA AO UTILITARISMO, DE THOMPSON...........7
5. THOMAS HODGSKIN, A ORIGEM DO LUCRO E A TEORIA DO VALOR........................................................................................7
6. CONCLUSÃO....................................................................................9
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS...........................................101 – INTRODUÇÃO

No presente artigo destacamos o quão foi de importância às ideias citadas por William Thompson e Thomas Hodgskin.
A visão sobre o assunto veio a ser destacada com mais clareza no ano de 1830 em um outono severo, na cidade de Nassau Senior, a classe operária veio a se rebelar, devido que a industrialização que provocou destruição domodo de vida tradicional dos trabalhadores.
No mesmo artigo podemos observar que várias rebeliões foram realizadas desde o ano de 1758, para obter uma melhoria de vida e fazer com que o desenvolvimento industrial nãoocorre-se, porém tudo isso veio a acontecer no decorrer do século XVIII, a Europa Ocidental passou por uma grande transformação no setor da produção, em decorrência dos avanços dastécnicas de cultivo e da mecanização das fábricas, a qual se deu o nome de Revolução Industrial. A invenção e o uso da maquina permitiram o aumento da produtividade, a diminuição dos preços e o crescimento do consumo e dos lucros.
A origem da Revolução Industrial pode ser encontrada nos séculos XVI e XVII, com a política de incentivo ao comércio adotado pelos países absolutistas A acumulação decapitais nas mãos dos comerciantes burgueses e a abertura dos mercados proporcionada pela expansão marítima estimularam o crescimento da produção, exigindo mais mercadorias e preços menores. Gradualmente, passou-se do artesanato disperso para a produção em oficinas e destas para a produção mecanizada nas fábricas.
A Inglaterra foi o país pioneiro da industrialização. A agricultura inglesa desenvolveu-secom o cercamento dos campos e a difusão de novas técnicas e instrumentos de cultivo. O fim do uso comum das terras gerou o "trabalhador livre", expulso do campo onde não tinham mais condições de sobrevivência e transformado em mão-de-obra urbana. A mecanização da produção criou o proletariado rural e urbano, composto de homens, mulheres e crianças, submetido a um trabalho diário exaustivo, nocampo ou nas fábricas.
Com a Revolução Industrial, consolidou-se o sistema capitalista, baseado no capital e no trabalho assalariado.
O capital apresenta-se sob a forma de terras, dinheiro, lojas, máquinas ou crédito. O agricultor, o comerciante, o industrial e o banqueiro, donos do capital, controlam o processo de produção, contratam ou demitem os trabalhadores, conforme sua conveniência. Estes,que não possui capital, vendem sua força de trabalho por um salário.

2 – A RESISTÊNCIA DOS TRABALHADORES À INDUSTRIALIZAÇÃO.

Esse processo de industrialização, que submeteu os trabalhadores ao regime das fábricas, trouxe muitas transformações. Além de alterar o próprio ritmo de fabricação, conseguindo produzir mais mercadorias em menor tempo, a industrialização alterou a vida dos homens eforçou um rápido crescimento das cidades.
A Revolução Industrial trouxe muitas transformações no ambiente trabalhista, o que acabou gerando revoltas na classe dos proletariados. Com isso eles fundaram vários movimentos para propor mudanças sociais, políticas e econômicas com o objetivo de melhorar as suas condições de vida.
Assim, na Inglaterra do século 18, os ricos haviam se apropriado dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • SER POBRE e a BELEZA de ser POBRE
  • teatro pobre
  • Arte Pobre
  • Teatro Pobre
  • africa pobre
  • DO POBRE AO CIDAD O
  • Pobre ao cidadão
  • Pobre milionario

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!