Viajantes que Passaram no Brasil Durante a Era Colonial

874 palavras 4 páginas
Os viajantes eram pessoas de ambos os sexos, de classes sociais variadas, profissão e formação intelectual diversificada, que descreveram aspectos do Brasil, através de crônicas, relatos de viagem, correspondência, memórias, diários, álbuns de desenhos. O conjunto de obras deixadas por eles integra a chamada literatura de viagem e se constitui numa literatura de testemunhos, cujos registros e observações ajudam a conhecer a realidade do Brasil da época. A presença de viajantes estrangeiros e seus relatos publicados sobre o Brasil, datam do século XVI. Existem mais de 260 obras, em várias línguas, onde os autores falam dos habitantes, vida social, usos e costumes, fauna, flora e outros aspectos da antiga colônia portuguesa, principalmente durante o século XIX, depois que Dom João VI decretou abertura dos portos brasileiros, em 1808. Com abertura dos portos houve um incremento da navegação e o conseqüente aumento da presença estrangeira no país. O primeiro a narrar a história primitiva do país foi Pero Vaz de Caminha, em carta que enviou a D. Manoel I, Rei de Portugal, quando encontrou a Terra de Santa Cruz. Ainda do século XVI são também os relatos de Hans Staden, Viagem ao Brasil (1557) e o de Jean de Léry, Viagem à terra do Brasil, (1574). Dessa grande quantidade de estrangeiros, viajantes e aventureiros (ingleses, franceses, alemãs, portugueses), que escreveram suas impressões e crônicas sobre o Brasil, pode-se destacar alguns que estiveram no Nordeste brasileiro e fizeram seus relatos sobre a região. Uma das melhores narrativas sobre o Nordeste na primeira metade do século XIX, é a do inglês Henry Koster, que escreveu o livro Travels in Brazil, publicado em Londres, em 1816. Em 1898, foi traduzido por Antônio C. de A. Pimenta e publicado na Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano. Porém, sua primeira edição em livro no Brasil é de 1942, com tradução de Luís da Câmara Cascudo sob o título Viagens ao

Relacionados

  • Os Prim Rdios Da Hotelaria No Mundo
    3083 palavras | 13 páginas
  • Trabalho ibis
    473 palavras | 2 páginas
  • hotelaria
    605 palavras | 3 páginas
  • Conquista e colonização portuguesa na América - História
    2732 palavras | 11 páginas
  • 2 BATERIA DE EXERC CIOS PARA PR VESTIBULAR
    4099 palavras | 17 páginas
  • escravidão
    10712 palavras | 43 páginas
  • A educação no brasil colônia
    3516 palavras | 15 páginas
  • Trabalho alientaçao e consumo
    2823 palavras | 12 páginas
  • Hotelaria no Brasil
    972 palavras | 4 páginas
  • historia
    88319 palavras | 354 páginas