Um conto assombroso

Páginas: 14 (3332 palavras) Publicado: 8 de abril de 2014

6

CAPÍTULO 1


Em uma manhã muito ensolarada na costa oeste dos Estados Unidos, dois garotos estavam de férias e iam fazer uma viagem até o Canadá. Eram exatamente 9:00 da manhã quando Erik chegou a casa de Paul.
– O que é isso Paul, vocênão está pronto. Poxa eu sai tão cedo de casa, ti liguei, e você ainda está dormindo.
– Erik, me desculpa, mas eu não vou poder ir com você, eu estou passando por alguns problemas pessoais e não vai dá pra eu ir com você, que tal na próxima na vez.
– Nada disso, você está tão abatido e eu como seu melhor amigo não vou deixar que você fique aí jogado como um brinquedo antigo de criança.
– Paulo que você está fazendo, não arrume minhas coisas, eu não vou poder ir. É sério cara, eu não estou brincando.
– Ah Erik, levanta daí e vai logo tratar de se arrumar, nós não temos todo o tempo do mundo.
Depois de tudo arrumado, Paul e Erik saíram rumo ao Canadá.
– Nós vamos nos divertir muito Paul, vai ser muito legal, pensa só, as gatinhas, o inverno lá como é maravilhoso.
– É, se lá não formesmo como nós planejamos, hein?
– Que isso cara, ânimo, daqui uma semana estaremos lá, é só termos calma.
(Rádio FX: Atenção motorista que segue em direção ao norte, às chuvas estão ameaçando a estrada, repetindo, às chuvas estão ameaçando a estrada).
Quando o dia já ia quase caindo, eles avistaram uma pequena casa, com uma família que parecia humilde.
– Olá, como vão vocês?
– Nós estamosbem, e quem são vocês?
– Ah, me desculpe, eu sou Erik, e este é meu amigo Paul. Nós estamos indo em direção ao Canadá, e ouvimos no rádio que às chuvas estão atrapalhando a passagem dos carros na estrada, e eu queria saber se, tem como nós nos hospedarmos somente esta noite na sua casa?
– Oh sim, claro, fiquem a vontade, nós amamos visitantes.
Eles nem sabiam que o terror ia começar. Já eraexatamente 00:00 quando eles começaram a ouvir sons estranhos na casa, mas eles não se assustaram, eles estavam pensando que aquilo era normal, pela casa ser antiga, haveria ali alguns morcegos e outros animais. Mas, o som começou a intensificar em direção ao quarto deles.
– Paul?
– O que é?
– Você está ouvindo o que eu estou ouvindo?
– O que você está ouvindo?
– Um barulho muito estranho queestá vindo lá debaixo.
– Ah, Erik, vai dormir, você deveria estar sonhando, não?!
– Não, ouvi mesmo, não diga que estou tendo alucinações.
– Eu vou dormir, amanhã conversamos.
Quando o relógio marcou 5:00, Paul acordou chamando Erik.
– Erik, Erik, você ouviu isso?
– Ah, agora você está tendo alucinações também?!
– Não, não, eu ouvi passos durante toda a noite, você não melhor nós irmosembora?
– Agora?
– Agora sim, vai que aconteça alguma coisa conosco?
– Está bem, vamos nos despedir dessas pessoas que nos acolheram tão bem.
7

– Está bem!
Quando eles se levantaram epuseram os pés no chão, sentiram um calafrio inexplicável. Quando eles abriram a porta do quarto deram de cara com a mulher que os acolheu. Eles foram muito gentis e agradeceram eles pela hospitalidade. Quando eles foram abrir a porta, eles viram que a porta estava trancada, e eles perguntaram: – Por que a porta está trancada ainda?
– Porque vocês estão na casa do horror e aqui não háescapatória.
– Vocês só podem estar brincando!
– Mostra pra eles Harry, que nós não estamos para brincadeiras.
Harry tirou do lado do armário uma escopeta e disse para eles passarem para o lado oposto da sala, eles por estarem sobe mira de uma arma, não podiam reagir, e seguiram para o lado oposto da sala. Foi quando a sr.ª Math pediu para Harry amordaçarem eles e amarrarem os dois numa cadeira lado a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Contos de contos
  • conto
  • conto
  • Quem sou eu conto
  • Conto
  • o conto
  • Conto
  • Conto

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!