Trabalho de Psicologia Escolar

Páginas: 21 (5192 palavras) Publicado: 20 de julho de 2015







Proposta de Intervenção em Psicologia Escolar





Alunas: Ana Flávia Scorsatto, Analice Rodrigues, Bruna Gonçalves, Fernanda Martimbianco e Mariana Gonçalves.
Professora: Larissa Bulhões
Introdução
O presente trabalho trata-se de uma intervenção a ser realizada diante de uma demanda apresentada pela EMEF 3 que consiste em situações de violência dos alunos, principalmente no que serefere à turma do 9º ano, a qual frequentemente entra em conflito com os professores. As queixas principais são que estes alunos são agressivos, fazem comentários inconvenientes, faltam com respeito à autoridade dos professores e demais funcionários da escola, tumultuam as aulas e não se motivam a aprender o que a escola quer ensinar. A partir disto, para embasar nossa proposta, realizamos uma revisãobibliográfica relacionada à queixa, podendo, assim, nos dar subsídios durante a prática.

A violência segundo a perspectiva de Matin-Baró
Visto que a demanda principal do nosso caso tem como base a violência julgamos importante conceitua-la e compreende-la sob a ótica da sócio histórica, mais especificamente a visão de Martin-Baró.
Como primeira especificidade da violência, Martin-Baró cita ofato de que independentemente de se tratar de atos agressivos ou da coerção, e independente do local em que ela esteja inserida, a violência sempre está vinculada à estrutura social.
Esse psicólogo pontua ainda que a própria estrutura social já é um grande exemplo da violência, mesmo que em geral não faça uso da força física. Na sociedade capitalista, a estrutura social já é organizada de forma asustentar a maior de todas as violências, a divisão de classes. Portanto, a violência, antes de tudo, é estrutural. Ou seja, trata-se de uma estrutura que, para ele, deriva da maneira de a sociedade em que estamos inseridos organizar os meios de produção e de consumo.
A partir dessa análise, Martin-Baró se contrapõe a qualquer forma de explicar a violência que tenha como base análises de aspectosbiológicos ou sistêmicos, portanto análises que coloquem a violência como sendo um problema exclusivo do indivíduo, sem levar em conta o contexto em que o mesmo está inserido.
É importante pontuar também que a violência é um fenômeno de múltiplas expressões, pois embora decorra da violência estrutural, se manifesta nos mais variados ambientes e instâncias e quando isso ocorre ela se reproduz emoutros momentos da vida cotidiana do indivíduo. Portanto, a violência escolar, que é a que estamos trabalhando, decorre da estrutura social.
Sistematizando o que foi dito até o momento, o que define o ato como agressivo não é o uso da força física, mas sim a opressão, a submissão que o ato condiciona e o fato de tal ato possuir um objetivo, uma finalidade a ser alcançada, a qual sempre estárelacionada ao prejuízo do lado agredido.
Martin-Baró também ressalta que os atos de violência, apesar de serem totalmente relacionados à estrutura social, possuem imbricados o fazer pessoal de cada indivíduo, tanto de quem comete a violência quanto de quem a recebe, o que faz com que a maioria das pessoas relacionem a violência a pessoas e não consigam enxergar sua raiz estrutural.
Para finalizar,destacaremos mais uma vez que esse fenômeno foi sendo construído durante a história social do homem e que, por conta disso, está relacionado com a forma de apropriação e objetivação da cultura pelo gênero humano.

Violência na Escola da Escola e contra a Escola
Utilizaremos do texto “Violência na Escola da Escola e Contra a Escola” para embasar teoricamente nosso trabalho. Iremos destacar os pontos maisrelevantes que nos ajudarão no planejamento da intervenção.
Segundo a autora Marilena Ristum (2010), professor e aluno juntos constituem a mais significativa relação constituinte da escola, sendo assim, apresentaremos as condições estruturais prejudiciais que interferem nessa relação e levam a diferentes formas de violência.
A “Violência contra a escola” caracteriza-se pela desvalorização...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalho sobre psicologia escolar
  • Psicologia Escolar trabalho
  • TRABALHO DE PSICOLOGIA ESCOLAR
  • TRABALHO AMARILIS PSICOLOGIA EDUCACIONAL E ESCOLAR
  • Desenvolvimento Hist Rico Da Psicologia Trabalho Escolar
  • Trabalho sobre a Queixa Escolar
  • O que à/a psicologia escolar
  • Psicologia Escolar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!