Surfinterdiciplinar

Páginas: 36 (8809 palavras) Publicado: 10 de abril de 2015
6XUI
'D &LrQFLD j 3UiWLFD

0LJXHO 0RUHLUD

DXWRU

8P &RUSR GH &RQKHFLPHQWRV

81,9(56,'$'( 7e&1,&$ '( /,6%2$

)$&8/'$'( '( 0275,&,'$'( +80$1$

Título: SURF: Da Ciência à Prática.
Autor: Miguel Moreira
Revisão Literária: Ana Gomes Faria
Ilustrações: Tiago Cacho
Edição: © Faculdade de Motricidade Humana
Edições FMH - 1495-688 Cruz Quebrada
Tel.: 21 414 92 14 - Fax: 21 414 92 69edicoes@fmh.utl.pt - www.fmh.utl.pt/Cart
Impressão e acabamento: Sersilito, Empresa Gráfica, Lda.
Tiragem: 450 exemplares
Data: Fevereiro de 2009
ISBN: 978-972-735-162-6
Depósito legal nº

Índice
Índice

Prefácio

7

Introdução

9

Sinopse da história do surf

11

Estrutura taxinómica do surf

19

Ondas

25

Pranchas

49

Acessórios

77

Técnicas

85

Aspectos mecânicos

117

Didáctica do surf

129

Segurança143

O surf e a ciência

153

Referências

157

Glossário

165

Biogra¿a do autor

171

SURF: Da Ciência à Prática

5

Prefácio
Prefácio

Escrever sobre uma ideia que ajudámos a construir é sempre difícil, falar da
forma como alcançámos essa ideia pode ser redundante, daí que tenha optado por
uma maneira mais simples, ao recordar uma frase de um professor amigo (relacionada com um dos grandesdescobridores – Cristóvão Colombo) que, quando falava
sobre as actividades, os processos de treino ou o desconhecido, abordava sempre
três pontos simples, mas fundamentais, de que nunca me esqueci:
• Quando partiu, embora soubesse navegar, ia à procura de algo, mas não
sabia onde iria chegar:
• Ao falarmos de surf, normalmente consideramos uma perspectiva lúdica,
de bem-estar, associada ao lazer, aoambiente e a uma forma diferente de
ver e estar na vida, tentando descobrir o prazer de alcançar sempre uma
nova etapa na perspectiva de: “e agora o que vou aprender?”;
• Quando chegou, embora percebesse onde chegara, não era o que queria
alcançar, faltava algo:
Qualquer actividade, desde a mais simples e antiga até à mais moderna
e complexa, foi e deve ser sempre estruturada de forma a permitirganhos
sequenciais nas suas aprendizagens e no seu desenvolvimento. Perceber
é conhecer o jogo, para explicar o que acontece, de forma a compreender
a actividade no seu contexto, nas suas técnicas e nos seus instrumentos;
• Quando regressou, pretendia voltar, tinha estado noutro local, mas não
sabia como poderia evoluir e chegar mais longe:
Hoje, com este trabalho, é possível intervir melhor naaplicação da técnica
no contexto e nos processos de ensino da actividade de uma forma sistematizada, através das componentes e das condicionantes inerentes ao
processo.
O trabalho aqui apresentado demonstra um estudo profundo e cientí¿co (a
Sistematização) ao estruturar e enquadrar as componentes técnicas com as condicionantes do contexto e dos processos de treino adequados (Ciências do Desporto)
queaté agora não se encontravam organizados como um sistema (Estruturação,

SURF: Da Ciência à Prática

7

FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA

Classi¿cação), com um método coerente (planeamento) e desenvolvidos de uma
forma sequencial.
César Peixoto
Professor Associado da Faculdade de Motricidade Humana
Coordenador da Pós-graduação em Surf da FMH
1.º Seleccionador Nacional de Trampolins
Ex-DirectorTécnico de Saltos para a água

8

Universidade Técnica de Lisboa

Introdução

A ideia central deste livro surgiu quando, em 1994, após terminar a licenciatura, procurámos perceber quais os aspectos que inÀuenciavam a prática, como poderíamos organizar a época desportiva e de que forma se desenvolveria um treino no
surf. No entanto, só começou a tomar forma no ano 2000, quando iniciámos o grupo
detreino Surftec, sedeado na Faculdade de Motricidade Humana, com a colaboração
do Dr. Paulo Cipriano, preparando para a participação nas competições nacionais e
internacionais os sur¿stas David Raimundo, Nuno Telmo, Aécio Flávio, Pedro Monteiro e Pedro Soares, através de uma abordagem experimental, procurando garantir os
procedimentos com carácter cientí¿co. Com alguns resultados desportivos de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!