Subjetividade

Páginas: 5 (1113 palavras) Publicado: 16 de maio de 2013
1. INTRODUÇÃO

A análise do comportamento é uma abordagem psicológica que busca compreender o ser humano a partir de sua interação com seu ambiente, ressaltando que para a analise comportamental, o conceito de ambiente vai além do seu significado comum, refere-se ao mundo físico, ao social, à nossa história de vida e à nossa interação com nós mesmos.
Ocorre ainda uma semelhança queconfundi as pessoas entre análise comportamental e Behaviorismo, mas são coisas bem diferentes. A análise do comportamento é uma abordagem psicológica, já o Behaviorismo é um tipo de filosofia da ciência do comportamento.
O presente estudo tem como objetivo, comparar o Behaviorismo Radical de Skinner à subjetividade com intuito de contribuir para um maior entrosamento com a psicologia e seusobjetos de estudo.

2. DESENVOLVIMENTO

3.1 BEHAVIORISMO RADICAL E SUBJETIVIDADE


Segundo o dicionário Larousse Cultural (1999), subjetividade é o caráter do que é subjetivo, que, por sua vez, diz respeito ao sujeito definido como ser pensante, como consciência, por oposição a objetivo. De fato, a subjetividade engloba todas as peculiaridades imanentes à condição de sersujeito, envolvendo as capacidades sensoriais, afetivas, imaginativas e racionais de uma determinada pessoa.

Os estudos da subjetividade pautados exclusivamente na psicologia têm se mostrado insuficientes, deparando-se com frequentes dificuldades e contradições. Desse modo, não é possível, a utilização somente da psicologia para o entendimento da subjetividade; mesmo porque o sujeito, ao qual éassociado o termo subjetividade, remete, simultaneamente, à universalidade e à particularidade (LOPES, 2006).



A psicologia, para entender as questões que se referem à subjetividade, deve compreender as finalidades, as instâncias, os meios, pelos quais uma determinada cultura forma o indivíduo (MOROZ, 2005).

Skinner (1945/1984, 1974, 1989a) procura demonstrar que a mente não podeexplicar, apropriadamente, o comportamento. Por isso, costuma-se dizer que o behaviorismo radical nega ou refuta a mente. E preciso esclarecer, entretanto, que a mente por ele refutada é a mente imaterial, que atua como um agente criador ou propulsor e que evoca comportamentos. Uma mente que permanece na penumbra e que não é publicamente observável. E mais, não é acessível à intervenção.Em outras palavras, ele refuta a mente tal como concebida pelo mentalismo, uma das filosofias da mente. Skinner (1989ª) considera que "o que é a mente e o que ela faz são coisas ainda longe de ser esclarecidas" (p.22). Ele busca, então, outro caminho que permita um avanço na compreensão da mente.

Quanto à mente, um primeiro uso refere-se a ela como se fosse "um lugar ou um espaço" no qual osfenômenos mentais se localizam e os processos mentais acontecem, por exemplo, quando alguém diz que algo está na sua mente. Supõe-se que o espaço mental e com ele os processos mentais ocorram no interior de cada pessoa, sendo, em parte, observados introspectivamente (por exemplo, sentimentos e ideias) e, em parte, inferidos (processos cognitivos de transformação da informação, mecanismos psíquicosinconscientes). Outro uso, refere-se à uma "disposição para agir", por exemplo, ao se dizer: "eu tinha em mente falar com você" (ABIB, 1994).

Um terceiro uso refere-se à mente como executora, semelhante a "um órgão" ou uma pessoa, por exemplo, quando as pessoas dizem fazer coisas com a mente. Diz-se "use sua mente" quase como um sinônimo de "use sua cabeça ou cérebro". Para o enfoquecognitivo, ela é executora dos processos cognitivos: ela percebe, organiza e processa a informação. Para o enfoque psicanalítico, a mente faz aquilo que a personalidade ou o aparelho psíquico fazem(ABIB, 1994).



Na perspectiva do behaviorismo radical, a subjetividade é vista como o conjunto de eventos caracterizados, em outras abordagens, como mentais, cognitivos e afetivos.

Segundo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Subjetividade
  • Subjetividade
  • subjetividade
  • Subjetividade
  • Subjetividade
  • o que e subjetividade
  • subjetividade
  • Subjetividade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!