Simbolismo

Páginas: 6 (1458 palavras) Publicado: 21 de maio de 2013
Simbolismo Movimento essencialmente poético do fim do século XIX, o simbolismo representa uma ruptura artística radical com a mentalidade cultural do Realismo-Naturalismo, buscando fundamentalmente retomar o primado das dimensões não-racionais da existência. Para tanto, o simbolismo redescobre e redimensiona a subjetividade, o sentimento, a imaginação, a espiritualidade; busca desvendar osubconsciente e o inconsciente nas relações misteriosas e transcendentes do sujeito humano consigo próprio e com o mundo. Numa visão mais ampla, tanto no campo da filosofia e das ciências da natureza quanto no campo das ciências humanas, a desconstrução das teorias racionalistas faz-se notar, seja por meio da física relativista de Einstein, da psicologia do inconsciente de Freud ou das tórias filosóficasde Schopenhauer e de Friedrich Nietzsche. Assim, o surgimento do simbolismo por um lado reflete a grande crise dos valores racionalistas da civilização burguesa, no contexto da virada do século XIX para o século XX, e por outro inicia a criação de novas propostas estéticas precursoras da arte da modernidade. Manifesta-se na poesia. As obras buscam sugerir os objetos com símbolos, como ao usar acruz para falar de sofrimento. Os versos exploram a sonoridade e a visualidade. Também rejeita as formas rígidas do parnasianismo, movimento de que é contemporâneo. Apesar de várias de suas bases coincidirem com as do romantismo, difere dele pela expressão da subjetividade sem sentimentalismo. Considera que só é real aquilo que está na consciência individual do poeta. A partir da noção de que avida é misteriosa e inexplicável, os simbolistas a representam de modo vago, obscuro e até ininteligível. Os principais expoentes na França são Paul Verlaine (1844-1896), autor de Outrora e Agora, Rimbaud (1854-1891), que escreve Iluminations, e Stéphane Mallarmé (1842-1898), autor de A Tarde de um Fauno, musicada por Claude Debussy (1862-1918). Em Portugal, o marco do simbolismo é a publicação em1890 de Oaristos, de Eugênio de Castro (1869-1944), cujo prefácio apresenta os ideais do movimento. Outros representantes são Antônio Nobre (1867-1900), que escreve Só, e Camilo Pessanha (1867-1926), autor de Clepsidra.

“Segue abaixo três obras simbolistas sendo elas: Cristo de Bronze – Cruz e Sousa Heautontimoroumenos. Charles Baudelaire. Romance – Arthur Rimbaud”

Cristo de Bronze – Cruz eSousa

Ó Cristos de ouro, de marfim, de prata, Cristos ideais, serenos, luminosos, Ensanguentados Cristos dolorosos Cuja cabeça a Dor e a Luz retrata. Ó Cristos de altivez intemerata, Ó Cristos de metais estrepitosos Que gritam como os tigres venenosos Do desejo carnal que enerva e mata. Cristos de pedra, de madeira e barro ... Ó Cristo humano, estético, bizarro, Amortalhado nas fatais injúrias... Na rija cruz aspérrima pregado Canta o Cristo de bronze do Pecado, Ri o Cristo de bronze das luxúrias! ...

Escansão: Cristo de Bronze Ó/Cris/tos/de/ou/ro/de/mar/fim/de/pra/ta Cris/tos/i/de/ais/se/re/nos/lu/mi/no/ Em/san/guen/ta/dos/Cris/tos/do/ló/ro/ Cu/já/ca/be/ça/Dor/e,a/Luz/re/tra/ta

Ó/Cris/tos/de/al/ti/vez/in/te/me/ra/ta, Ó /Cris/tos/de/me/tais/es/ter/pi/to/sosQue/gri/tam/co/mo/ti/grés/ve/ne/no/sos Do/de/se/jo/car/nal/que/e/ner/va,e/ma/ta.

Sistema de Rima: Rima sistemática/ Interpoladas ABBA Ritmo: lento, acompanhando uma espécie de bailado ascendentes até soltar-se completamente no ultimo verso. Regularidade e Irregularidade dos versos: Regular, pois segue uma métrica.

Heautontimoroumenos. Charles Baudelaire. Sem cólera te espancarei,

Como o açougueiro abate a rês,Como Moisés à rocha fez! De tuas pálpebras farei, Para o meu Saara inundar, Correr as águas do tormento O meu desejo ébrio de alento Sobre o teu pranto irá flutuar Como um navio no mar alto, E nem meu saciado coração Os teus soluços ressoarão Como um tambor que toca o assalto! Não sou acaso um falso acorde Nessa divina sinfonia, Graças à voraz Ironia Que me sacode e que me morde? Em minha voz...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • simbolismo
  • simbolismo
  • Simbolismo
  • Simbolismo
  • Simbolismo
  • O simbolismo
  • Simbolismo
  • SIMBOLISMO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!