Seminario estatistica lei seca

Páginas: 9 (2239 palavras) Publicado: 21 de maio de 2012
ESTATISTICA DE ACIDENTE DE TRANSITO
2012
NAYARA CAMILLA M. SOUZA FAÇANHAJANAYNNA KEYLA SIMPLICIO DE A. MELOWENDELL DOS SANTOS DIAS
UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ
08/05/2012

Exemplo apresentado aos alunos do Curso de
Processos Gerenciais como parte dos requisitos
para o complemento da Disciplina Estatística Básica.

Orientador: Luzia .

MARACANAÚ

SUMÁRIO
| |
RESUMO | |
||
INTRODUÇÃO | 02 |
1 ACIDENTE NO TRANSITO HISTORIA |
| 1.1 Apresentação – Acidentes no Trânsito | 03 |
| 1.2 Histórico de acidentes no Brasil 1.3 Causas mais comuns e fatores determinantes | 03 |
2 OS ENFOQUES DA SEGURANÇA |
| 2.1 Sua adoção a Prática | 04 |
| 2.2 Número de Acidentes |05 |
| 2.3 Gráficos do número de Acidentes | 06 |
| | 07 |
3 LEI SECA 3.1 Limites 3.2 Comparativo antes e depois | 0708 |
| |
4 CRESCIMENTO DA QUANTIDADE DE VEÍCULOS CONSIDERAÇÕES FINAIS E RECOMENDAÇÕES | 10 |
| |
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA | |
| |
| |

INTRODUÇÃO

O tema é de tal abrangência, que corremos o risco de permanecer em nível de nãoresolvermos nada com nossos alertas, recomendações e demonstrações, caso focalizemos todas as pessoas que se relacionam no trânsito; pedestres, motoristas, motoqueiros, passageiros de veículos, assim como os ciclistas.
Nossa missão com esse trabalho e mostrar quantos são os casos, vitimas e crescimento dessa situação, tentando passar para os ouvintes e leitores precauções e a realidade do nossodia-a-dia.

APRESENTAÇÃO
 
O banco de dados de acidentes de trânsito do DNIT é formado tomando-se por base os registros efetuados pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal - DPRF, nas rodovias federais sob jurisdição do DNIT,  que os remete à Coordenação Geral de Operações Rodoviárias - CGPERT/DIR, para processamento e crítica. Em seguida esses dados são associados às características dasrodovias em que ocorreram, do tráfego e dos veículos.  
 
O Acidente de Trânsito:
O acidente de trânsito é uma ocorrência que afeta diretamente o cidadão, porquanto a esse são verdadeiros aspectos relacionados com a morte, com a incapacitação física, perdas materiais, podendo provocar sérios comprometimentos de âmbito psicológico, muitas vezes de difícil superação.
ACIDENTES NOTRANSITO                             
  No Brasil mais de 40.000 pessoas perdem a vida anualmente em acidentes de transito, porém acredita-se que estes números são maiores pois as estatísticas são falhas. Só nas rodovias paulistas em 2001 ocorreram 61.000 acidentes com 2.300 mortes e 23.000 pessoas gravemente feridas. Até 15 de fevereiro já morreram 703 pessoas nas rodovias federais, resultado de 13.400 acidentes.  Em todoo mundo o transito ceifa vidas, porém os números brasileiros são alarmantes e disparam na frente de qualquer país do mundo.
CAUSAS MAIS COMUNS DE ACIDENTES DE TRANSITO
Erro humano, em todo o mundo, é responsável por mais de 90 % dos acidentes registrados. Principais imprudências determinantes de acidentes fatais no Brasil: por ordem de incidência:
* Velocidade excessiva;
*Dirigir sob efeito de álcool;
* Distancia insuficiente em relação ao veiculo dianteiro;
* Desrespeito à sinalização;
* Dirigir sob efeito de drogas.

FATORES DETERMINANTES DAS IMPRUDÊNCIAS:
* Impunidade / legislação deficiente;
* Fiscalização corrupta e sem caráter educativo;
* Baixo nível cultural e social;
* Baixa valorização da vida;
* Ausência deespírito comunitário e exacerbação do caráter individualista;
* Uso do veículo como demonstração de poder e virilidade.

OS ENFOQUES DA SEGURANÇA:
 
Como forma de enfrentar tão complexa situação, são empregados três abordagens, que envolvem:
1) a educação, no sentido de instruir os usuários quanto às formas adequadas e seguras de utilização das vias públicas;
2) a engenharia, no...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Lei seca
  • Lei Seca
  • Lei Seca
  • lei seca
  • Lei seca
  • Lei seca
  • lei seca
  • Lei Seca

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!