resumo vigiar e punir - Michel Foucault

Páginas: 29 (7179 palavras) Publicado: 20 de agosto de 2014
ISSN 1981-1225
Dossiê Foucault
N. 3 – dezembro 2006/março 2007
Organização: Margareth Rago & Adilton Luís Martins

Os dispositivos de poder e o corpo em Vigiar e
Punir*
The devices of power and the human body in
Vigilance and Punishment

Saly da Silva Wellausen
Doutora em Filosofia – FFLCH/USP
Correio eletrônico: sswellausen@uol.com.br

Resumo: O artigo examina as relações de podercom o corpo em Vigiar e Punir. Michel
Foucault propõe pensar o poder diferentemente das concepções correntes. Ele não
retoma a análise do poder como processo de totalização, centralização, mas como
transversalidade, isto é, como dispersão, constelação, multiplicidade, como microfísica,
uma vez que o poder está em todo lugar e em todas as coisas. A preocupação de
Foucault está mais voltadapara a produção singular do sujeito do que para a questão
ontológica do poder, mostrando que o poder tem duplo aspecto: a parte visível
(instituições) e a invisível (o dispositivo), no interior do qual circulam novas
intensidades de poder, refletindo a paisagem mental de uma época, deixando de lado a
evidência do Estado como lugar do poder Foucault inaugura uma análise microscópica
do poder,investigando as técnicas minuciosas e detalhadas do poder sobre o corpo e
que se estende ao corpo social por inteiro, resultando na normalização dos sujeitos.
Palavras-chave: poder – microfísica – dispositivos – corpo – normalização.
Abstract: The article examines the relationships of power with the human body in
Vigilance and Punishment. Foucault considers the power differently from currentconceptions. He doesn’t take the power analysis as a complete or a central process,
*

Este texto faz parte de minha tese de doutorado A liberdade no pensamento de Michel Foucault, não
publicada.

1

Saly da Silva Wellausen
Os dispositivos de poder e o corpo em “Vigiar e Punir”

but as a transversal process, which is, dispersion, constellation, multiplicity –
microphysics -, so the poweris in every place and in all things.
Foucault’s concern is more concentrated on singular subject’s production than on
ontologic question of power. The power has double aspect: the visible part (the
institutions) and the invisible one (the devices), in the latter circulates new intensities
of power, showing the mental view of one era.

The conception of State must be

abandoned as a placeof power. Foucault initiates a microscopical analysis of power, to
search detailed techniques of power over the human body and to extend it over the
social body as a whole, and it results in normalization of subjects.
Key-words: power – microphysics – devices – body – normalization.

Introdução
Michel Foucault inverteu a noção de “continuidade”, corrente nos anos
1960-1970, colocando nocircuito do pensamento o conceito de
“descontinuidade”, que lhe valeu a atribuição de um relativismo
histórico. Trata-se da presença de um pensamento que precisa articularse contra o discurso filosófico corrente, isto é, contra o discurso
marxista e o sartriano.
O poder é pensado como uma questão dos aparelhos e instituições;
é o encontro de “relações”, “saberes” e “subjetividades”. O poder éuma
constelação que aparece em alguns lugares, apresentando caráter
múltiplo e dispersivo. As funções estratégicas do poder, investindo nos
corpos e vontades, fornecem elementos teóricos para uma análise do
saber. É por isso que o nascimento das ciências humanas deve ser
procurado nas relações de poder, que as tornaram possíveis.

A

economia do poder corresponde a uma economia da verdade eaos seus
mecanismos de difusão e dominação.
2

ISSN 1981-1225
Dossiê Foucault
N. 3 – dezembro 2006/março 2007
Organização: Margareth Rago & Adilton Luís Martins

O

estilo

foucaultiano

recusa

o

conceito

clássico

de

poder

centralizador e localizado no Estado. O seu modo inverso de pensar, ao
demolir o conceito e as formas tradicionais do poder, gera efeitos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Vigiar e Punir
  • Michel Foucault Vigiar e Punir
  • FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir
  • Michel foucault
  • Michel Foucault, Vigiar e Punir
  • Vigiar e punir Michel Foucault
  • Vigiar e punir (foucault, michel)
  • Michel Foucault vigiar e punir

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!