Resenha sobre o capitulo 1: “Burgueses e Proletários” Livro MANIFESTO DO PARTIDO COMUNISTA de Karl Marx e Friedrich Engels.

Páginas: 6 (1303 palavras) Publicado: 18 de janeiro de 2014
RESENHA

Texto: MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista, cap. 1 “Burgueses e Proletários”. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

Desde quando o mundo é mundo, os homens disputam entre si, seja por território, alimento, bens. Inclusive faz parte da natureza, a lei da sobrevivência dos mais fortes, do que alguns chamam de vencedores. Descobrindo que dois é melhor que um, ohomem, em algum momento de sua historia, formou grupos. E grupos se compõem de alguma afinidade ou objetivo. Um grupo é composto por pessoas que defendem determinada ideia, motivo, mesmo em meio à diferenças, há ao menos, um aspecto em que a concordância geral reine. No entanto, toda unanimidade é burra, e o homem não seria dotado de razão se toda a totalidade seguisse a unanimidade. Assimsurgiram opiniões diferentes, ideias diferentes, culturas diferentes, grupos diferentes, sociedades diferentes. Ideias diferentes se confrontam entre si. Isto associado ao espírito ambicioso e egoísta humano de sempre julgar sua grama mais verde, só poderia gerar a disputa.
Mas aqui não estamos falando de um simples grupo que se constitui por vontade própria. Estamos falando de condições externas queao longo da historia, na marcha da humanidade pela dominação, constituíram grupos divergentes devido à posição social ocupada, culturalmente, ser julgada inferior ou superior. Sim, as classes disputam entre si, porque as classes têm suas bandeiras divergentes, seus interesses só se encontram pelo bem da classe superior e a relação de opressão entre si é eterna. Existindo dois humanos sobre a faceda terra, teremos certeza de que um será o opressor e o outro o oprimido. E essa luta sem interrupções ou acaba com a instauração do poder de uma classe sobre a outra ou pela morte das que disputam.
Mas no que diz respeito ao surgimento das classes sociais, diz respeito ao sistema capitalista. A sociedade burguesa teve suas origens no declínio do sistema feudal, ainda que, até mesmo pequenoscomerciantes tenham emergido para essa nova classe, a oposição de classes não só aumentou, como ganhou maior expressão, maior visibilidade. A partir daí seu desenvolvimento disparou. As navegações abriram as janelas das exportações, das descobertas de novas terras, cruzadas, comercio. O sistema agrícola, familiar, dá lugar as manufaturas. O sistema de produção avança lado a lado com o sistemaeconômico, o alimenta. Aquele sistema de mestre e aprendiz dar lugar a uma nova divisão do trabalho.
Mais tarde utilizar só as mãos, algumas ferramentas e, engenhocas feudais já não eram o bastante. A indústria batia a porta com a chegada das maquinas a vapor que potencializaram a produção. O pequeno comerciante acabou por se tornar um industriário. As relações entre as nações se aproximaram, mesmopor que a comunicação e exportação foram facilitadas com a navegação e estradas de ferro. Todo esse percurso de construção da burguesia foi longa e acompanhada pelas mudanças no processo político. O aparelho do estado era moldado a partir dos interesses burgueses, como o livro fala, é apenas um administrador. Um mantenedor da ordem, contribuinte de fatores que alimentem o sistema burguês.
Por outrolado, a burguesia teve um papel revolucionário. A sociedade foi alterada em todos as suas faces, desde religiosamente, organizacional, economicamente, politicamente, ideologicamente. Arrastou os rurais para a cidade, rompeu com a lógica feudal, com a obediência à imagem do homem dominante, a submissão não se dava mais por leis da natureza. As relações estavam diante dos olhos das pessoas, o seufuturo estava nas suas mãos através do trabalho. A relação homem e homem se tornou parte de um negocio, de uma troca de equivalentes, de dois agentes aparentemente iguais. A sua necessidade de se espalhar por todo o globo é inadiável, tanto por seu próprio interesse para legitimação quanto pela própria força revolucionária que exerce. Se adaptou as diferentes culturas e formas de vida. As...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESENHA DO LIVRO: MANIFESTO COMUNISTA (Karl Marx e Friedrich Engels)
  • Resenha Manifesto Partido Comunista( Karl Marx e Engels)
  • Resenha sobre o livro "o manifesto do partido comunista", de Karl Marx
  • Resumo Manifesto do Partido Comunista de Karl Marx e Friedrich Engels
  • Fichamento Marx e Engels, Karl e Friedrich. O manifesto comunista.
  • Comentário do livro manifesto comunista de karl marx e friedrich engels
  • Resumo do manifesto do partido comunista
  • [Resenha crítica] manifesto do partido comunista – marx e engels

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!