Resenha do texto "Urbanidade sem cidadania"

Páginas: 6 (1470 palavras) Publicado: 18 de junho de 2013
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
Curso de Ciências Econômicas
Disciplina: Introdução à Ciência Política (HUM06409 - C)
Professor: Eduardo Corsetti
Aluno: José Farias Junior
Data: 21/11/2008

Urbanidade sem cidadania

Metrópoles na Periferia: Como Governar a Urbs sem Civitas? (Revista Nueva Sociedad nº 212, novembro-dezembro de 2007, p. 97-111, ISSN 0251-3552, ), do Dr.Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, professor titular do IPPUR/UFRJ e Coordenador do Observatório de Políticas Urbanas e Gestão Municipal, propõe a reflexão sobre os desafios contemporâneos da construção da cidadania no Brasil decorrentes dos efeitos das tendências à segregação e segmentação residenciais das grandes cidades sobre a cultura cívica e da falta de governabilidade urbana que desestruturouo regime de bem-estar social.
Numa longa introdução, o autor culpa o capitalismo industrial pela dissociação entre progresso material e urbanização, economia e território, Nação e Estado, prevendo que em 2015 teremos duas condições urbanas distintas: de um lado a concentração da população em virtude da desruralização e a concentração de capital, poder e recursos de bem-estar. Esta dissociação seperceberá não apenas no sentido norte-sul, mas também dentro de cada metrópole. Como conseqüência deste fenômeno, a arquitetura das cidades perde sua relação com as relações humanas e políticas e chega-se a duvidar que a experiência urbana ainda possa promover civilização e homogeneização social.
Para Ribeiro, vive-se num paradoxo entre as assimetrias das dinâmicas urbanas e o papel indutor dodesenvolvimento econômico nacional. As metrópoles se tornaram plataformas de atração de capitais e as políticas macroeconômicas perderam sua força indutora do crescimento nacional. Como solução o professor sugere a germinação da inovação, confiança e cooperação, promovendo coesão social, qualidade de vida e ambiente social, visando eficácia dos processos econômicos.
Após 50 anos de crescenteurbanização, 80% do Brasil de hoje vive nas cidades, em 15 aglomerados urbanos. E é neste cenário atual que surge o Estatuto das Cidades, em 2001, um conjunto de instrumentos legais, urbanísticos e fiscal-financeiros à disposição dos governantes que, se bem aplicado, pode ajudar a encontrar a função social da cidade e da propriedade.
A segunda parte do artigo trata da polarização e segmentaçãosócio-territorial, onde Ribeiro demonstra que, mesmo as taxas de crescimento das áreas periféricas sendo mais elevadas, observa-se a forte concentração do incremento populacional nos municípios pólos, o que pode estar expressando a existência de fortes pressões pela ocupação das áreas mais centrais das 15 metrópoles. Tal pressão resulta da combinação das transformações do mercado de trabalho ocorridas nosúltimos 30 anos, cujo principal traço é o crescimento da ocupação precária, informal, transitória, especialmente no setor de serviços em geral e, em especial, nos serviços pessoais, ao lado da reconhecida crise da mobilidade urbana e do colapso das formas de provisão de moradia, gerando o que o autor chama de habitat precário (ilegal, irregular e impróprio).
Como a riqueza continua concentrada nosmunicípios pólos, pode-se concluir que uma das principais características da dinâmica sócio-territorial das regiões metropolitanas brasileiras é a existência de forte pressão pela ocupação das áreas centrais como condição de acesso à renda para vastos segmentos de trabalhadores subempregados. Estes efeitos regressivos na renda causam discriminação social e simbólica com relação aos moradores defavelas.
Em razão desses processos, torna-se cada vez mais problemático o surgimento de ações coletivas que possam compensar a perda da renda e o relativo abandono pelo poder público. Produz-se, assim, um círculo perverso de despossessão que transforma a marginalização social em exclusão territorial. É nestes aglomerados que se verificam as maiores taxas de repetência e evasão escolar, de mães...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha crítica do texto cidadania e educação
  • Resenha do texto Diversidade, etnicidade, identidade e cidadania
  • Resenha cidadania
  • Resenha " o que é cidadania"
  • resenha cidadania
  • Resenha Cidadania
  • resenha "cidadania"
  • Resenha crítica do texto: “cidadania planetária, pontos para a reflexão.” de moacir gadotti

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!