RESENHA DESCRITIVA "PRECONCEITO LINGUISTICO"

Páginas: 9 (2073 palavras) Publicado: 1 de abril de 2014
BAGNO, M. 2002. Preconceito lingüístico – o que é e como se faz. SP: Ed. Loyola. 2003


Esta obra é composta por quatro capítulos e um anexo (carta escrita à revista Veja). Neste livro, Bagno retrata os diversos preconceitos existentes com a nossa língua, sendo explicados e entendidos no decorrer da leitura.
O autor aborda no primeiro capítulo, A mitologia do preconceito lingüístico,falando sobre o preconceito que se tem com a nossa língua e que muitas vezes parte dos próprios falantes, tal preconceito é exposto regularmente pela mídia, pelos meios de comunicação e pelo ensino tradicional da língua, tentando nos mostrar o que “é certo” e o que “é errado”. Dividindo o capítulo em oito mitos, Bagno nos convida a examiná-los e a refletir sobre os meios que podemos encontrar paraevitar tal preconceito.
No primeiro mito, A língua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente, é exposta a indiferença das pessoas, por não reconhecerem as grandes diversidades da língua portuguesa falada no Brasil, sendo causada pela grande extensão territorial do país, pela injustiça social e que acaba por dividir os falantes em um grande abismo entre os que falam comvariedades não-padrão do português brasileiro e os falantes da “variedade culta”. Sendo assim, os falantes do português brasileiro não-padrão podem ser considerados sem-língua, já que as variedades não são tidas como válidas, diante disto, chegam a ficar, muitas vezes, sem acesso a serviços a que têm direito por não entender a linguagem empregada. Para acontecer à mudança nesse mito de que a línguaportuguesa é uma “unidade” é necessário que as instituições voltadas à educação passem a reconhecer as diversidades do português no Brasil, para facilitar o ensino dos menos favorecidos e dos tidos como falantes do português não-padrão.
Falando sobre o grande complexo de inferioridade dos brasileiros diante de sua língua, temos o segundo mito, Brasileiro não sabe português/ só em Portugal se falabem português. Nele, Bagno quebra esse mito mostrando que o brasileiro sabe português, o fato está na diferença, é por esse motivo que os lingüistas preferem usar o termo “português brasileiro”. Essa comparação entre brasileiros e portugueses ocorre por conta do Brasil ter sido colônia de Portugal e acaba se tornando além de antiquado, cômodo. Muitos termos utilizados na fala dos portugueses sãoextintos da fala dos brasileiros, até mesmo por pessoas mais estudadas, sendo alguns, utilizados em momentos mais formais e outros esquecidos completamente, mesmo assim o ensino continua voltado para o português de Portugal, referindo-se a eles como conhecedores da forma “certa” das regras gramaticais. Nosso país é muito maior, possui uma economia muito melhor, tem um número mais alto de falantes,sendo assim muito mais importante do que Portugal, mas mesmo com tudo isso ainda nos sentimos presos a eles. Os portugueses também cometem seus erros, só que de formas diferentes dos brasileiros, nem melhores nem piores, apenas divergentes.
O terceiro mito, Português é muito difícil, da continuação ao segundo, porque como acompanhamos o português de Portugal e nem sempre o que estudamos éutilizado, ele acaba por se tornar difícil. Todo aquele que é nativo de determinada região pode ser considerado sabedor dessa língua, porque emprega com naturalidade o funcionamento da mesma. O difícil está em fazer estudos de regras que muitas vezes são dispensadas.
As pessoas sem instrução falam tudo errado é o tema do quarto mito exposto por Bagno, no qual ele mostra que isso não passa de umfenômeno fonético, causado pela falta de ensino-padrão para a população de classe baixa, que não tem acesso a esse estudo, compara o português não-padrão ao que aconteceu na historia com o português padrão, dando exemplos de palavras que sofreram mudanças e que hoje faladas por um pobre é tida como errada. Pelo o que o autor retrata é mais um preconceito social do que lingüístico, ele cita as grandes...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha Preconceito Linguistico
  • Resenha Preconceito Linguistico
  • Resenha crítica: preconceito linguistico
  • Resenha do Livro Preconceito Linguistico
  • Resenha preconceito linguistico
  • RESENHA Preconceito Linguistico
  • Resenha preconceito linguístico
  • RESENHA DO LIVRO PRECONCEITO LINGUISTICO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!