Relat rio 3 Strepto 1

Páginas: 4 (899 palavras) Publicado: 5 de junho de 2015
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE
BIOMEDICINA / MANHÃ

GABRIEL ALVES
MAYRA RESENDE
PAULA LACOOKE
THAÍS MORAES




Prática nº 3 - Streptococcus
Streptococcus – S. pyogenes, S. pneumoniae, S.agalactiae, S. faecalis, Grupo Viridans








BELO HORIZONTE
1°/2015
1 - INTRODUÇÃO
O gênero Streptococcus, pertencente à família Streptococcaceae, são cocos gram-positivos agrupados em forma decadeia. Normalmente preferem ambientes oxigenados, porém se desenvolvem também em meio anaeróbio, tendo então a característica de anaeróbios facultativos. São homofermentativos, ou seja, no fim dafermentação é obtido o ácido láctico (ARAUJO, M. 2006 - 2015).
Fazem parte da nossa flora bucal como bactérias naturais, sendo amplamente transmitidos por contato direto através: do beijo, de fomites, dasaliva, etc. Também colonizam nosso intestino, trato respiratório e pele. Apesar de fazerem parte de tantos locais no organismo, são facilmente extinguidos quando são utilizados detergentes na assepsia.Por serem colonizadores naturais, a maioria das espécies não causa doenças, mas uma pequena porcentagem podem causar algumas patologias (ARAUJO, M. 2006 - 2015).
Como todo organismo vivo esse grupode bactérias obedece a uma classificação. Neste caso, o que é levado em consideração é o tipo de hemólise provocada por essas bactérias. Se a hemólise for total, esse organismo é do tipo beta, se forparcial é do tipo alfa, se não houver hemólise é do tipo gama. Ou ainda podemos classificá-las de acordo com o tipo de carboidratos que possuem em sua cadeia molecular (ARAUJO, M. 2006 - 2015). Se assim ofor, então temos os seguintes grupos:
*Grupo A: formado pela espécie Streptococcus pyogenes, é do tipo beta e é o que tem maior relevância. Causa algumas doenças graves: a faringite estreptocócica (amais comum); erisipela (doença subcutânea acarretada pela circulação ineficaz); febre puerperal (pós-parto, ocorre graças a uma infecção no útero após o parto); febre reumática; glomerulonefrite...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relat Rio 3 Amperimetro 1
  • Organica Relat Rio 3 1
  • Relat Rio 1 Parte 3
  • Relat Rio De Laborat Rio 3 1
  • Quimica Experimental Relat rio 3 revis o 1
  • Relat Rio Do Experimento 3
  • RELAT RIO 3
  • TERMOQUIMICA 3 Relat rio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!