Psicoterapia cognitivo comportamental

Páginas: 15 (3601 palavras) Publicado: 3 de outubro de 2012
SBAC
Sociedade Brasileira de Análise do Comportamento











Intervenção Focada na Psicoterapia Cognitivo
Comportamental para Tratamento Distímico






Cristiane Afonso Rodrigues
Juliana Meneghelo











Artigo apresentado à Sociedade
Brasileira de Análise do Comportamentocomo requisito parcial à conclusão do
Curso de Especialização na Abordagem
Cognitivo Comportamental


























Goiânia
Julho de 2010
SBAC
Sociedade Brasileira de Análise do Comportamento





Folha de Avaliação







Autoras:Cristiane Afonso Rodrigues e Juliana Meneghelo
Título: Intervenção Focada na Psicoterapia Cognitivo Comportamental para Transtorno Distímico








Examinador(a):





___________________________________ Nota:__________




















Goiânia
Julho de 2010Dedicamos esse trabalho aos nossos pais amados
pais que sempre nos apoiaram e
dedicaram suas vidas à formação da família
com muito amor e carinho.Resumo



O presente trabalho tem como objetivo avaliar a eficácia da Terapia Cognitivo Comportamental para os comportamentos disfuncionais manifestos do transtorno distímico. A intervenção clínica enfocou técnicas comportamentais e cognitivas para a remissão do comportamento-problema apresentado. Para tanto, teve como participante uma adolescente de 18 anos,cursando o terceiro grau, residente em Goiânia, diagnosticada com transtorno distímico. Utilizaram-se como materiais: consultório particular de psicologia com mesas, cadeiras e os seguintes instrumentos: roteiro de entrevista inicial, Questionário Multimodal de História Vital (Lazarus, 1980), Inventário de Depressão de Beck (BDI), Inventário de Ansiedade de Beck (BAI). No decorrer dos atendimentos,gradativamente, a participante demonstrou ter aprendido comportamentos que facilitaram uma melhor interação em seu ambiente, melhorando seu estado de humor. O resultado apresentado por esse estudo de caso demonstra a efetividade das técnicas comportamentais cognitivas na resolução do transtorno distímico.

Palavras-chave: adolescente, distimia, terapia cognitivo comportamental.Introdução

Transtorno Distímico
A característica essencial do transtorno distímico é um humor cronicamente deprimido na maior parte do dia, por pelo menos dois anos para adultos e um ano para crianças e adolescentes. Os indivíduos descrevem seu humor como se sentindo triste (DSM-IV, 1995).
Em crianças e adolescentes com transtorno distímico, o humor mostra-se,geralmente, irritável e ranzinza ao invés de deprimido, e podem ter baixa auto-estima e fracas habilidades sociais, sendo também pessimistas (DSM-IV-TR-TM, 2002).
Os pacientes usualmente têm períodos de dias ou semanas com a remissão dos sintomas, quando se descrevem como estando bem, mas na maior parte do tempo sentem-se cansados e deprimidos (CID-10).
Durante os períodos de humordeprimido, pelo menos dois dos seguintes sintomas estão presentes: apetite diminuído ou hiperfagia, insônia ou hipersonia, baixa energia ou fadiga, baixa auto-estima, fraca concentração ou dificuldade de tomar decisões e sentimentos de desesperança (DSM-IV, 1995).
Durante o período de dois anos jamais a pessoa esteve mais de dois meses sem os sintomas descritos acima. E o sintoma não pode...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Psicoterapia no Modelo Cognitivo Comportamental na Adolescência
  • Estudo de Caso Psicoterapia Cognitivo-Comportamental
  • A aliança entre psicoterapia e psicofarmacoterapia sob a ótica da psicoterapia cognitivo-comportamental
  • Cognitivo Comportamental
  • COGNITIVO-COMPORTAMENTAL
  • Terapia comportamental e cognitivo-comportamental
  • Psicoterapia analítico comportamental
  • psicologia familar cognitivo comportamental

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!