Primeira Republica: Dominação e Resistencia

1907 palavras 8 páginas
Sumário
Introdução.................................................página 02
Desenvolvimento......................................página 03

Introdução

Desenvolvimento Primeira Republica: Dominação Foi conhecido como Primeira República, ou República Velha, o período de 1889 (Proclamação) até a Revolução de 1930, sendo o último presidente Washington Luís. Em 15 de novembro de 1889 foi decretado o fim do Império e o início de uma nova forma de governo, a república. Comumente, pode-se dividir esta época entre duas: a República da Espada (1889-1894) e a República Oligárquica (1895-1930).
A denominação do primeiro período ocorreu devido à predominância dos militares no poder, justificada, principalmente, pelo medo dos republicanos de uma provável volta da monarquia, sendo o primeiro presidente o Mal. Deodoro da Fonseca. Em 1891 foi promulgada a primeira Constituição Republicana do Brasil, após a reunião de uma Assembleia Constituinte, convocada por uma junta militar, e foi amplamente inspirada na Constituição dos Estados Unidos. Mas foi somente em 1893 que o povo brasileiro pôde escolher, dentro do mote republicano, qual tipo de governo para o país: presidencialista ou parlamentarista. A vitória foi do presidencialismo, que legitimou o golpe ministrado pelos republicanos 4 anos antes.

Durante esse primeiro período os militares sofreram grandes dificuldades para a manutenção do seu regime devido a vários focos de revolta no país, reivindicando a volta da monarquia. Por conta desses episódios, e após o fechamento do Congresso, Mal. Deodoro da Fonseca, renunciou ao mandato em novembro de 1891. Assumiu outro marechal, Floriano Peixoto, taxado como “Mãos de Ferro”, por governar de maneira mais centralizada, e por ter conseguido controlar uma nova revolta armada em 1893, utilizando todo o poder bélico que dispunha. Após a saída de Floriano nenhum outro militar subiu ao poder até o final da Republica

Relacionados

  • Resenha carvalho, tarcísio motta de. “inimigos do progresso”: dominação de classe e resistência camponesa na primeira república: a guerra sertaneja do contestado. in: motta, márcia & zarth, paulo. formas de resistência
    1477 palavras | 6 páginas
  • Apostila Brasil em seus primeiros séculos
    4725 palavras | 19 páginas
  • primeira republica dominada
    313 palavras | 2 páginas
  • Historia Sociedade E Cidadania Editora Ftd
    5640 palavras | 23 páginas
  • A resistencia dos indianos
    1750 palavras | 7 páginas
  • Leste europeu
    741 palavras | 3 páginas
  • Descolonização e independência
    2995 palavras | 12 páginas
  • imperialismo
    5825 palavras | 24 páginas
  • descolonizaçao da asia
    2732 palavras | 11 páginas
  • Revolução chinesa
    630 palavras | 3 páginas