Politicas Economicas

Páginas: 9 (2022 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
Reportagem sobre Política Fiscal:

Meta de superávit primário é agridoce
Tem gente que não gosta independentemente do paladar, o sabor agridoce provoca a mesma sensação uma mistura de amargo com doce. A meta de superávit primário para 2014 apresentada pelo governo federal feira de 1,9% do PIB  chegou com esse tempero no molho.

O doce
O compromisso assumido pelo governo federal mostra quea presidente Dilma Rousseff aceitou cortar na “carne” dos gastos públicos para conseguir economizar um tanto suficiente para pagar os juros da dívida brasileira. O corte foi superficial, mas cortou.O número escolhido também não é o ideal para evitar que a dívida cresça num ritmo perigoso. E não é o “mercado” que diz isso. A matemática da economia mostra que para reduzir a dívida seria precisoeconomizar mais. Talvez, a quantidade prometida consiga estabilizar a dita cuja no curto prazo. A expectativa para os recursos que vão entrar nos caixas públicos este ano parece mais realista e não está inflada pelos “extras” nem pela “criatividade” tão acionadas nos últimos anos. O corte de R$ 44 bilhões também ajuda. O “romance” apareceu na previsão de crescimento do PIB, de 2,5% – contra 1,8% domercado. Entre analistas e economistas privados, está um clima de “todo mundo sabe que não vão conseguir nem o 1,9%”. E ao mesmo tempo, “mas a sinalização é positiva porque mostra que o governo entendeu que não há mágica nem pensamento positivo que ajuste as contas públicas”. Por que “não vão conseguir” cumprir a meta? A resposta fica para o outro ingrediente do tempero.

O amargo

No anúncioem Brasília faltaram detalhes sobre “como” o governo vai cumprir a meta de 1,9% do PIB. O ponto de partida foi bom, mas o mapa de riscos do caminho não ficou claro. Um dos maiores riscos nem foi citado – quem vai pagar e quanto será conta da energia elétrica por causa do uso excessivo das termelétricas para garantir o fornecimento de luz.
Um outro risco é a poupança dos estados, municípios eestatais. Eles precisam economizar um valor equivalente a 0,35% do PIB. Uma meta menor do que tinham em 2013. Até 2012, o governo federal cobria a conta dos regionais se eles não alcançassem seu objetivo. Agora ele não é mais obrigado a fazer isso e não deu garantias de que cobrirá o buraco, se ele aparecer. Há outros riscos que são mais complexos e ainda muito incertos. Um exemplo são os preçosmonitorados, como as tarifas de transporte. Para liberá-los o governo pode ou jogar para inflação, ou assumir a nota sozinho. E a ameaça das agências de classificação de risco? Será que ficarão satisfeitas com as promessas? E o Banco Central? Será que vai poder tirar o pé da alta dos juros para controlar a inflação? E os investidores? Será que vão voltar para o Brasil?

O banquete

Doce e/ouamargo, o superávit primário prometido pela equipe econômica em Brasília finalmente apareceu. Estava difícil de engolir a seco os resultados e as mensagens que o governo vinha apresentando de um ano para cá. Depois de tanto tempo de espera, a meta anunciada e os cortes comprometidos não foram exatamente uma surpresa – nem boa, nem ruim. O que importa é que o “banquete” começou. Mas ele será longo e osconvidados só vão elogiar o “chef” depois de provarem todos os temperos que a economia brasileira vai oferecer durante o ano.
Análise:
Acima temos um exemplo de uma Política Fiscal. Uma vez que a mesma trata de uma política de receitas e despesas do governo, envolvendo a aplicação da carga tributária exercida sobre os agentes econômicos. A reportagem demonstra ações do governo destinadas aajustar seus níveis na arrecadação de impostos e aplicação dos seus gastos.

Reportagem sobre Política Monetária:

Inflação deve convergir para a meta em 2016, diz BC 
Em ata, Comitê de Política Monetária diz que pressões inflacionárias presentes na economia tendem a arrefecer ou, até mesmo, se esgotar nos próximos anos. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) acredita que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Politica economica
  • Políticas econômicas
  • politica economica
  • Politicas Econômicas
  • Politica Econômicas
  • Politícas Económicas
  • Politicas economicas
  • Política econômica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!