Pierre Grimal

Páginas: 9 (2076 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
Flávio Luiz da Silva Fernandes

p.63 O historiador do século XXI sob o peso da avalanche de informações ameaça sufocar o historiador da antiguidade, por outro lado falta ao historiador contemporâneo o indispensável recuo no tempo, não temos senão algumas peças do quebra cabeça para tentar reconstituí-lo por inteiro, mas existem imensas lacunas pela pobreza documental, por isso devemosexaminar as fontes com uma atenção particular, sem querer que falem mais do que se pode.
p.64 Através do espírito de análise o historiador assinala elementos constitutivos e a economia interna de seu documento, tornando a interpretação das realidades passadas inteligível, um exemplo é uma moeda com vastas informações que um historiador pode interpretar como: peso, qualidade do metal, inscrições quetraz, podendo assim informar sobre religião, nome de um príncipe, mas ela isolada não teria significado algum, logo as escavações clandestinas nos trazem tantas perdas irreparáveis, já a escavação arqueológica permite o exame do solo de forma metódica e cuidadosa.
p.65 O historiador da antiguidade trabalha sobre traços que fora varrido pelos ventos, logo eles não tem o mesmo estatuto que alinguagem por isso o historiador deve buscar todos os indícios o que faz dele um caçador, comparando e confrontando esses documentos afim de fortalecer as conclusões, já o historiador contemporâneo deve ser um especialista da imprensa, dos arquivos filmados, das sondagens de opinião em razão da enormidade dos arquivos. Em história antiga tem que se fazer a síntese das informações fornecidas por cadauma das disciplinas que concorrem para a construção da história.
p.66 As fontes literárias são as mais conhecidas e utilizadas graças aos trabalhos dos filólogos que colocam a nossa disposição textos fixados com muita seriedade o que os tornam mais acessíveis, mas existem ainda muitas obras que não foram traduzidas e que requer muito trabalho. Os manuscritos não foram conservados desde a época desua formação, eles foram reescritos por vários outros copistas que eram muitas vezes escribas, monges, que nem sempre possuíam grande cultura, portanto corriam riscos de cometerem erros e assim eram passados de tempos em tempos.
p.67 A importância do filólogo se dar na perspectiva de manter o texto o mais fiel possível à sua originalidade, podendo muitas vezes ser influenciadas por determinadaépoca. Devido a grandes invasões e guerras que causou grandes destruições, teve-se a perda consideráveis de grandes obras.
p.69 Frequentemente, o autor escreve tendo em vista um objetivo bem determinado e nem sempre ele está totalmente isento de espírito partidário. Mesmo esforçando-se para ser isento, ele pode ser influenciado por meio de origem e escrever para determinados eleitores.
p.70O teatro se interessa com frequência por problemas contemporâneos através de assuntos abordados diretamente, ou através de temas da atualidade indiretamente, essa oratória contribui tanto para a história dos eventos e a história política e institucional, como para a história da vida privada e da sociedade, e para a vida econômica à luz dos processos de negociação.
p.71 Os letrados nos doisprimeiros séculos dão lugar às conversas de mesa, às enciclopédias e aos romances, à reuniões de pessoas de diversas áreas afins, tendo assim um estudo aprofundado das fontes latinas da história antiga, com bases documentais exploradas tanto no latim como no grego.
p.71-74 A história nasce da investigação, do relato de viagem, da familiaridade com uma multidão de informantes e não da controvérsia,do debate entre sábios, o historiador moderno deve colocar em contato o relato a que tem acesso com outras fontes de que dispõem e mesmo assim não é suficiente para o termino do trabalho, deve ainda interpretar os elementos, explicar os modos de escrever a história. Heródoto é iniciador de um método científico, Tucídides tem um caráter inovador, estilo rigoroso, hábil espírito científico, real...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESUMO DO TEXTO Mitologia Grega de Pierre Grimal MPOL
  • A QUEDA DO IMPÉRIO ROMANO Perry Anderson e outro escrito por Pierre Grimal .
  • Pierre
  • pierre
  • pierre
  • Pierre
  • Pierre Curie
  • Pierre Bourdieu

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!