PedroLJorge

Páginas: 5 (1026 palavras) Publicado: 19 de outubro de 2014
DOENÇAS
Nematelmintes e Platelmintes

Esquistossomose


É uma doença, popularmente barriga d’ água,
provocada pelo platelminto Shistosoma mansoni,
sofrendo dimorfismo sexual onde o macho será
menor e possuirá o canal ginecóforo e a fêmea
será mais longa e delgado. Os dois possuirão duas
ventosas.







Ciclo evolutivo: o enfermo contaminará águas com
fezes ou urinas,que conterão os ovos do verme.
Se tornarão miracídios e procurarão o seu
hospedeiro intermediário, os caramujos do gênero
Biomphalaria.
Dentro do caramujo virarão esporocistos que darão
origem às cercarias (serão novamente liberadas na
água). Terão 48 horas para encontrar seu
hospedeiro definitivo (o homem).











Ao encontrar seu hospedeiro, assim penetrando o pelapele
causando coceira e erupções. Cairá na corrente sanguínea e
se instalará na porta-hemapático (conjunto de veias do
fígado). Eles se acasalarão e atingirão as veias do intestino
liberando os ovos.
Sintomas/patogenia: Infestação severa (muitos parasitas)
pode ocasionar febre, calafrios, e aumento do fígado e baço
(barriga d’água).
A invasão inicial da pele pode causar coceira e erupçãocutânea (coceira do nadador).
Os sintomas intestinais incluem dor abdominal, diarreia que
podem conter sangue e fezes pretas.
Os sintomas urinários podem incluir urinação frequente,
urinação dolorosa e sangue na urina.










Profilaxia: Tratamento dos infestados por meio de
medicamentos.
Saneamento básico, impedindo os ovos
contaminarem as águas.
Combater os caramujos dogênero Biomphalaria
Conscientização da população (informação) em
evitar águas contaminadas .
Tratamentos: O tratamento da doença pode ser
feito com medicamentos específicos que combatam
o Schistosoma mansoni.

Teníase




Causada pelos platelmintos, Taenia solium, do porco
e Taenia saginata, da vaca. O indivíduo apresentase sozinho no intestino delgado, por isso é chamado
desolitária (hermafrodita).
Ambas possuem corpo dividido em vários anéis
denominados proglótides e na extremidade
anterior, denominada escólex, há presença de
ventosas que auxiliam na fixação do animal.
A Taenia solium, possui nesta região, ainda, ganchos
cujo conjunto é denominado rostro, auxiliando
também na fixação.



Ciclo: humano é o hospedeiro definitivo e suínos e bovinos
sãoconsiderados hospedeiros intermediários. No
hospedeiro definitivo, o animal adulto fica fixado às
paredes intestinais e se autofecunda. Cada proglótide
fecundada, sendo eliminada pelas fezes, elimina ovos no
ambiente. Esses podem contaminar a água e alimentos,
gerando grande possibilidade de serem ingeridos por um
dos hospedeiros.
Ocorrendo a ingestão pelos hospedeiros intermediários,
estes têm aparede do intestino perfurada pelo embrião
contido no ovo, que se aloja no tecido muscular. Este,
alojado, confere à região um aspecto parecido com canjica
– e é por esse motivo que algumas pessoas chamam esta
doença pelo nome de “canjiquinha”.









Patogenia: dores de cabeça e abdominais, perda
de peso, alterações do apetite, enjoos,
perturbações nervosas, irritação,fadiga e insônia.
Profilaxia:
o saneamento básico (tratamento de água e
esgoto)
fiscalização das carnes
cozimento prolongado da carne



Tratamento: O uso de drogas é a forma usada nos
pacientes, porém chá de sementes de abóbora é
muito usado e indicado até hoje.

Cisticercose









É causada pela ingestão acidental dos ovos da Taenia
solium. Podendo atingir osolhos e o cérebro, em casos
mais raros, atingem os músculos causando dores e
fraqueza. Nos olhos podem causar cegueira e no cérebro
a epilepsia e até a loucura.
Profilaxia: lavar sempre as mãos, principalmente antes
de se alimentar e após usar o sanitário
não irrigar horta com água de rio
lavar bem as frutas e verduras antes de ingeri-las
Tomar apenas água tratada
Tratamento: varia de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!