PARTOS ALTERNATIVOS E SUAS IMPLICAÇÕES PSICOLÓGICAS PARA A MÃE E PARA O BEBÊ

Páginas: 5 (1091 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
PARTOS ALTERNATIVOS E SUAS IMPLICAÇÕES PSICOLÓGICAS PARA A MÃE E PARA O BEBÊ












Sobral, CE
O parto caseiro
Quando uma mulher decide dar a luz ao seu bebê em sua casa, é que deseja viver uma experiência inesquecível. É uma escolha que pede segurança no casal, além de pessoas para apoiarem, preparadas para detectar problemas e solucioná-los na medida em queseja necessário. Mas se existem mulheres que optam pelo parto caseiro com assistência, outras vão mais além. Escolhem ter seus filhos em casa, mas sem a assistência de uma parteira ou de um médico. A princípio parece uma decisão irresponsável, mas se consideramos que a mulher que decide pelo parto caseiro, ela já se prepara durante toda a gravidez, podemos considerá-la prudente. A mulher que decide apartir de uma forma particular, quer fazê-lo porque acredita que seu bebê nascerá de uma forma mais íntima e espiritual. Não é o mesmo escolher parir em casa que ter o bebê em casa por um acidente. Há diferenças. Quanto aos riscos, existem, mas do mesmo modo que nunca deixam de existir em qualquer tipo de parto.
Parto cesáreo/cesariana
A operação cesariana (também denominada cesárea) é o nomeque se dá à cirurgia por via abdominal que corta o útero, com a intenção de se retirar a criança aí localizada. Inicialmente, só existia a cesárea post-mortem, que era o corte no abdome de uma gestante morta há poucos minutos, para se tentar retirar a criança ainda com vida.

 Realmente, a cesárea é reservada, a princípio, aos partos difíceis. No início, ela foi empregada apenas nos casos degrande risco de vida para mãe, quando a criança impactava no canal de parto e não nascia, de forma alguma. Até porque, antes da época do antibiótico, fazer uma cesárea era algo temerário, com morte da mãe em grande parte dos casos, devido à infecção.

 Hoje em dia as coisas são muito diferentes, mas o risco de infecção de uma cesárea ainda é muito superior ao de um parto normal, cerca de 7 a 10vezes maior. Sabe-se que em cerca de 1% das cesáreas alguma complicação vai ocorrer, seja deiscência (abertura dos pontos), hematoma (sangue coagulado), ou infecção na cicatriz.
Considera-se que a cesariana tem um profundo impacto adverso sobre a percepção e satisfação da mulher com o parto, o que se repercute nos sentimentos da mãe para com o bebê, sendo que a presença do pai e o sentimento departicipar na decisão tomada diminuem esse impacto negativo. Consideram que a anestesia geral não permite que a mulher se certifique do que se está a passar e estabeleça de imediato uma relação com o bebê, o que interfere nos sentimentos maternos para com o bebê que são neste caso menos positivos.



Parto vertical, sentado, ou de cócoras
De todos os partos alternativos, talvez seja o parto decócoras o mais antigo e mais bem entendido pelos especialistas. As índias já o fazem há muitos séculos, geralmente junto à margem dos rios, próximo de suas tabas. Elas se agacham, apoiando-se nos calcanhares e, nesta posição, conseguem maior força para empurrarem o nenê para baixo.
 Parir em posição vertical, sentada, de cócoras, pode facilitar a descida do bebê pelo canal do parto, segundo algumasmulheres que adotam essa posição. A mudança é aconselhável quando se trata de diminuir mal estar e melhorar a comodidade da mãe. Em alguns casos, ajudam a acelerar as contrações no princípio do trabalho de parto, e assim amenizar as tensões.
Há vários benefícios desta posição. Primeiro, as costas da mulher ficam mais retas, e os músculos de um lado e do outro da coluna, na região lombar, ficamrelaxados. Além disso, há alongamento dos músculos ísquio-tibiais, da região posterior da coxa, ocorrendo menos cãibra muscular. O fundamental é que, nesta posição, a abertura inferior da bacia óssea aumenta, facilitando a saída do bebê. Outro beneficio adicional é que, fixando a bacia, a força da musculatura abdominal encontra-se toda liberada para empurrar a criança pelo canal de parto. A...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A infância inicial: o bebê e sua mãe
  • Relação mãe-bebe
  • cuidados com mae e bebe
  • OBSERVAÇÃO DA RELAÇÃO MÃE-BEBÊ
  • Observação mãe-bebê
  • Relação mãe-bebê
  • A música na relação mãe
  • Vinculo mae bebe

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!