nosso lar

Páginas: 196 (48835 palavras) Publicado: 1 de junho de 2015
(LE) Introdução a Doutrina Espírita; Das causas primeiras - Deus; (ESE) Pedi e Obtereis
Introdução ao estudo da Doutrina Espírita
Para as coisas novas, necessita-se de palavras novas. Assim o quer a clareza da linguagem, para evitar a confusão inseparável do sentido múltiplo provocado por vocábulos iguais. As palavras espiritual, espiritualista, espiritualismo já possuem uma acepção bemdefinida; dar-lhes uma outra para aplicar à Doutrina dos Espíritos seria multiplicar as causas já numerosas da anfibologia?. O espiritualismo é o oposto do materialismo; quem quer que acredite ter em si mesmo outra coisa além da matéria é espiritualista; mas não quer dizer que acredite na existência de Espíritos ou em suas comunicações com o mundo visível. Em lugar das palavras espiritual eespiritualismo, empregamos para designar essa última crença, Espírita e Espiritismo, cuja forma lembra a origem e o sentido radical e, por esse fato mesmo, têm a vantagem de ser perfeitamente inteligíveis, reservando à palavra espiritualismo suas próprias acepções. Diremos, portanto, que a Doutrina Espírita ou o Espiritismo tem por princípio as relações do mundo material com os Espíritos ou seres do mundoinvisível. Os adeptos do Espiritismo serão os espíritas ou, se o quiserem, os espiritistas.
O Livro dos Espíritos contém a Doutrina Espírita, mas liga-se também à doutrina espiritualista, da qual representa uma das fases. Tal é a razão pela qual leva no topo de seu título as palavras: Filosofia Espiritualista.
C- Das Causas Primeiras - Deus - (LE - Livro 1º - cap. I - pergunta 1 a 3)
Deus e o InfinitoQue é Deus?
“Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas10.”

O que se deve entender por infinito? 
“O que não tem nem começo nem fim: o desconhecido; todo o desconhe-cido é infinito.”

Pode-se dizer que Deus é o infinito? 
“Definição incompleta. Escassez de recursos da linguagem, insuficiente para definir as coisas que estão acima da inteligência dos homens.”

Deus é infinitoem suas perfeições, mas o infinito é uma abstração; dizer que Deus é o infinito é tomar o atributo de uma coisa por ela mesma; definir uma coisa, que não é conhecida, por uma que também não o é.
Condições da Prece
Condições da Prece
1. Quando orardes, não vos assemelheis aos hipócritas, que gostam de orar em pé nas sinagogas e nas esquinas, para serem vistos pelos homens. Eu vos digo, em verdade,que eles já receberam a sua recompensa. Mas vós, quando orardes, entrai em vosso aposento e, fechada a porta, orai ao vosso Pai em segredo, e Ele – que vê o que se passa em segredo – vos dará a recompensa.

E quando orais não faleis muito, como fazem os gentios, imaginando que serão ouvidos por muito falar. Não queirais, portanto, parecer-vos com eles, pois vosso Pai sabe do que tendesnecessidade, antes que vós lho peçais. (Mateus, VI:5-8)

2. Quando vos puserdes em oração, se tiverdes algo contra alguém, perdoai-lhe, para que também o vosso Pai que está nos céus, perdoe os vossos pecados. Porque se vós não perdoardes, também vosso Pai que está nos céus, não vos perdoará os pecados.(Marcos, XI:25-26)

3. E propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos, como se fossemjustos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo para fazer oração: um era fariseu e o outro publicano. O fariseu, em pé, orava lá no seu interior desta forma: Meu Deus, eu vos rendo graças, por não ser como o resto dos homens, que são ladrões, adúlteros, injustos, como é também este publicano. Eu jejuo duas vezes por semana, e pago o dízimo de tudo o que possuo. 

O publicano, aocontrário, afastando-se, não ousava ao menos erguer os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Meu Deus, tende piedade de mim, pois sou um pecador.

Eu vos declaro que este voltou para casa justificado, e não o outro. Pois todo aquele que se exalta será humilhado, e todo o que se humilha será exaltado. (Lucas, XVIII:9-14)

4. As condições da prece foram claramente definidas por Jesus. Quando...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Nosso lar
  • do lar
  • lar doce lar
  • Livro nosso lar
  • EVANGELHO NO LAR
  • Lar doce lar ( proj. social )
  • Diretrizes Lar
  • Casa e lar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!