Nem Soldados Nem Inocentes

Páginas: 252 (62812 palavras) Publicado: 19 de maio de 2015
MINISTÉRIO DA SAÚDE
FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ
ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
Subárea: SAÚDE E SOCIEDADE

NEM SOLDADOS NEM INOCENTES:
Jovens E TRÁFICO DE DROGAS
NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

Dissertação apresentada ao
Programa de Pós-Graduação da
ENSP com vistas à obtenção do
título de Mestre em Ciências na
área de Saúde Pública.

MARCELO RASGA MOREIRA

Orientador:Prof. Dr. Otávio Cruz Neto

Rio de Janeiro - 2000

Deve-se recordar que o mais forte argumento adotado pelos reacionários de todos
os países contra os direitos do homem, particularmente contra os direitos sociais, não é
sua falta de fundamento, mas a sua inexiqüibilidade. Quando se trata de enunciá-los o
acordo é obtido com relativa facilidade, independentemente do maior ou menor poder deconvicção de seu fundamento absoluto; quando se trata de passar à ação, ainda que o
fundamento seja inquestionável, começam as reservas e as oposições. O problema
fundamental em relação aos direitos do homem, hoje, não é tanto o de justificá-los, mas
o de protegê-los. Trata-se de um problema não filosófico, mas político. Não se trata de
saber quais e quantos são esses direitos, qual é sua natureza ou seufundamento, se são
direitos naturais ou históricos, absolutos ou relativos, mas sim qual é o modo mais
seguro para garanti-los, para impedir que, apesar das solenes declarações, eles sejam
continuamente violados.

(Norberto Bobbio, A Era dos Direitos)

Amadeu, avô que não me viu mas que segundo a
etnografia da família é quem, pelas sete
encruzilhadas, acompanha meus passos e prepara
os rituaisde passagem.
Newton e Wanda, amados pais que me ensinaram
a indignar-me com a injustiça e nunca desistir de
lutar por uma sociedade melhor. Vocês hão de
reconhecer-se nesta Dissertação
Fernanda, esposa e companheira que ilumina
caminhos e dúvidas sem errar na escolha. Sem
você eu não chegaria até aqui.
Estou cumprindo minha promessa
Kawo Kabiesile !!!

AGRADECIMENTOS
À Otavio Cruz Neto, Orientadorincansável da vida, que quando faltou-me o chão, aparou
a queda, levantou-me e incentivou-me a ir em frente. Sua sabedoria, carinho e dedicação ao
ser humano não estarão impressas apenas nestas páginas, permanecendo para sempre em
minha mente, coração e atitudes.
À Luiz Fernando Mazzei Sucena, cujo apoio fraternal, intelectual e logístico foram
imprescindíveis para a consecução desta Dissertação.Seu momento está chegando!
Conte comigo.
À Jurema Correa da Mota, especialista em desvendar os mistérios da estatística,
informática e de minha letra.
Espero que continuemos formando uma equipe por muito tempo.
Aos Professores, em especial Jeni Vaitsman, que com sua experiência, conhecimento e
capacidade foram fundamentais em minha trajetória, ajudando-me, acima de tudo, a situarme perante meuobjeto, não me deixando esquecer que ele era constituído por pessoas e o
mínimo que elas mereciam era o meu esforço máximo.
Aos Pesquisadores do Departamento de Ciências Sociais, que acolheram-me com
carinho, apoiando iniciativas e criando um ambiente altamente propício para meu
desenvolvimento intelectual e profissional.
À Equipe do CLAVES, em especial Edinilsa, Simone, Sueli, Romeu, Khatie,Cosme,
Marcelo, Marcelão e Sandra, que sob a coordenação de Cecília Minayo, foram vitais em
minha formação profissional, ensinando-me a compreender a violência como fenômeno
social e objeto da Saúde Pública.
Aos funcionários do DCS, Fábio, Alex, Eliane, Jefferson, Érica, Moacir, Geralda e
Edna, que sempre atenderam minhas solicitações, por mais difíceis que fossem, com
extrema presteza e competência,conseguindo o prodígio de algumas vezes a elas anteciparse.
À Coordenação de Ensino e Pós-Graduação e aos atenciosos e competentes
Profissionais da Secretaria Acadêmica, que convivendo com alunos que estão sempre
com pressa, tensos e pressionados, demonstraram-se altamente prestimosos e dispostos a
tornar nossa vida a mais tranqüila possível.
Ao CNPq, pela Bolsa concedida, permitindo o melhor...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • soldado
  • Soldados
  • O soldado
  • soldado
  • Soldado
  • Simulação inocente
  • capitu inocente?
  • Hospital dos Inocentes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!