Necessidade especiais na educação

Páginas: 11 (2731 palavras) Publicado: 14 de outubro de 2012
ESCOLA ESTADUAL JOSÉ HELBULTH GONÇALVES






















NOMES:
POLIANE PEDRA N: 26
GISLENI OKANO N: 09
TURMA: INFA3
PROFESSORA: MÁRCIA REGINA




MAIO/2012


ESCOLA ESTADUAL JOSÉ HELBULTH GONÇALVES


PERGUNTAS DE METODOLOGIA EDUCAÇÃO ESPECIAL


1. A Distorção da lei.

A inclusão é uma inovação, cujosentido muito distorcido, e um movimento muito polemizado pelos mais diferentes seguimentos educacionais e sociais. No entanto, inserir alunos déficits de toda ordem, permanentes ou temporários, mais graves ou menos severos no ensino regular nada mais é do que garantir o direito de todos á educação - assim diz a constituição. Inovar não tem necessariamente o sentido do inusitado. As grandesinovações estão, muitas vezes na concretização do óbvio, do simples, do que é possível fazer, mas que precisa ser desvelado, para que possa ser compreendido por todos e aceito sem outras resistências, senão aquelas que dão brilho e vigor ao debate das novidades.


2. Conteúdos, currículo a serem adequadas às crianças, NEE?

São todos aqueles ajustes ou modificações que se efetuam nosdiferentes elementos da proposta educativa desenvolvida para um aluno com o fim de responder a suas necessidades educativas especiais (NEE) e que não podem ser compartilhados pelo resto de seus companheiros. Podem ser de dois tipos:
Não Significativas: Modificam apenas elementos não prescritivos ou básicos do currículo. São adaptações quanto aos tempos, as atividades, a metodologia, as técnicas einstrumentos de avaliação… Em um momento determinado, qualquer aluno tenha ou não necessidades educativas especiais pode precisar. É a estratégia fundamental para conseguir a individualização do ensino e, portanto, têm um caráter preventivo e compensador.
Significativas ou Muito Significativas: Modificações que se realizam da programação, após prévia avaliação psicopedagógica, e que afetam os elementosprescritivos do currículo oficial por modificar objetivos gerais da etapa, conteúdos básicos e nucleares das diferentes áreas curriculares e critérios de avaliação. Estas adaptações podem consistir em:
- Adequar os objetivos, conteúdos e critérios de avaliação.
- Priorizar determinados objetivos, conteúdos e critérios de avaliação.
- Trocar a temporalização dos objetivos e critérios deavaliação.
- Eliminar objetivos, conteúdos e critérios de avaliação do nível ou ciclo correspondente.
- Introduzir conteúdos, objetivos e critérios de avaliação de níveis ou ciclos anteriores.
Não se trata apenas de adaptar os espaços ou de eliminar conteúdos parciais ou pontuais; mas sim de uma medida muito excepcional que se toma quando efetivamente um aluno não é capaz de alcançar os objetivos básicos.Assim, a partir da educação primária, é muito provável que um aluno com síndrome de Down requeira uma adaptação curricular significativa, se cursar seus estudos em um centro de integração.
A equipe que vai desenvolver uma adaptação curricular significativa tem que ser mais rigorosa que nos outros casos, e a avaliação das aprendizagens têm que ser mais especializada tendo em conta fatores como: acapacidade de aprendizagem, o funcionamento sensorial, o funcionamento motor, o contexto sócio-familiar… Além disso, a criança deve estar sujeita a um maior controle, com o fim de lhe facilitar ao máximo suas aprendizagens e de fazer as modificações e adequações que se considerem oportunas, em cada

3. Inovações nas (redes)?

As Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica(2001) defendem uma inclusão escolar que coexista com todas as modalidades de atendimento e suporte educacional da Educação Especial, ao afirmarem que a Educação Especial é um “processo educacional escolar definido por uma proposta pedagógica que assegure recursos e serviços educacionais especiais, organizados institucionalmente para apoiar, complementar, suplementar e, alguns casos,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Educação para portadores de necessidades especiais
  • A educação, a pessoa com necessidades especiais e o professor
  • Educação profissionalizante de portadores de necessidades especiais
  • A EDUCAÇÃO ESPECIAL E O DESENVOLVIMENTO DA SEXUALIDADE EM PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS
  • Resenha: educação especial e os diferentes tipos de necessidades especiais
  • Inclusão de Portadores com Necessidades Especiais na Educação
  • A Educação física para pessoas com necessidades especiais
  • Educação inclusiva de crianças com necessidades especiais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!